Skip to content

O que fazer em Óbidos, a joia medieval portuguesa

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Dicas e roteiro de Óbidos, charmosa vila medieval portuguesa
O que fazer em óbidos

É verdade que eu amo cidades históricas, medievais e charmosas. Nesse sentido, o exemplar mais icônico de Portugal é a pequena Óbidos. É certo que é uma delícia passear por suas ruelas e, além disso, ela é próxima a outras cidades bacanas, que podem ser visitadas no mesmo dia.  Assim, compartilho aqui as dicas sobre o que fazer em Óbidos.

SOBRE ÓBIDOS, PORTUGAL

Óbidos é uma pequena e encantadora cidade portuguesa. Com um passado rico, ela já foi ocupada por lusitanos, romanos, visigodos e muçulmanos. Mas foi anos depois, no século 13, que ganhou o status de dote das rainhas portuguesas, desde que Dom Dinis a doou de presente à Rainha Isabel. A tradição, bem como o apelo turístico, se justifica no seu aspecto medieval, com direito a uma muralha que a cerca e um imponente castelo. E também a sua beleza, com cantinhos de charme, flores e detalhes coloridos nas suas casas brancas. Além disso, Óbidos se destaca por dois clássicos gastronômicos, o chocolate e bebida ginjinha que aliás, podem ser degustados juntos.  

Charme na rua Direita

O QUE FAZER EM ÓBIDOS

PORTA DA VILA E CAPELA DA PORTA DA VILA

A Porta da Vila é o portal de entrada à cidade amuralhada de Óbidos. Assim, esse vai ser o primeiro contato com a imponente muralha a que cerca e depois eu vou falar mais dela. Mas voltando ao portal de entrada, trata-se de um lugar que já nos remete ao clima medieval. Nele está a Capela da Porta da Vila, lindamente revestida de belos azulejos azuis do século 18 e que homenageia a padroeira da cidade, Nossa Senhora da Piedade.

Entrada de Óbidos
Porta da Vila de Óbidos

RUA DIREITA

Sabe aquela rua onde tudo acontece? Em Óbidos ela é a Rua Direita. Ou seja: vale se perder por ela, com algumas escapadinhas pelas ruelas laterais. E ver as cores das casas, flores nas janelas e igrejinhas. Bem como as lojinhas de artesanatos, souvenier ou ainda a peculiar livraria do Mercado Biológico, que tem livros e orgânicos no mesmo espaço.

Além disso, alguns dos restaurantes da cidade ficam nela, como por exemplo o Petrarum Domus, com clima rústico e medieval.

Passear na rua Direita: dica sobre o que fazer em Óbidos

Igreja e Praça de Santa Maria

Também na Rua Direita fica a Igreja de Santa Maria, a principal da cidade, fundada no século 12. Ela está localizada na praça de mesmo nome, onde também se encontra o pelourinho da cidade.

Praça de Santa Maria o que fazer em Óbidos

Chocolate e Ginja de Óbidos

Sim, é certo que uma das principais atrações da Rua Direita são os cafés que vendem os clássicos da cidade: o chocolate e a Ginja de Óbidos. Aliás, as duas iguarias podem ser provadas juntas, em um copinho de chocolate. A ginjinha, como é carinhosamente chamada, é um licor popular em Portugal e que tem em Óbidos seu exemplar mais famoso. Especula-se que a fruta ginja tenha chegado ao país pelas rotas comerciais vinda da Ásia e o licor feito dela, de forte aroma, pode ter origem em receitas conventuais portuguesas do século 17.

Ginjinha: dica sobre o que fazer em Óbidos

No fim da rua Direita, já no Largo do Castelo, fica uma das igrejinhas da cidade, que foi convertida na livraria Santiago, mas acabamos não entrando no local.

MURALHA E CASTELO DE ÓBIDOS

Para finalizar o ar medieval de Óbidos, nada como um castelo de séculos passados, considerado uma das 7 maravilhas de Portugal. Apesar da data de construção incerta, que pode ter origem no tempo dos romanos, se tem documentos da sua existência desde o século 12! Atualmente ele é um hotel da rede Pestana, mas mesmo que você não se hospede nele, o visual dos arredores é incrível.

Sem dúvida, o visual do Castelo fica completo com a impressionante muralha que cerca a vila de Óbidos. Voltamos por uma ruela mais alta e conseguimos boas vistas dos dois. Aliás, a quem quiser subir na construção em si, tem acessos perto do castelo e do lado da Porta da Vila, mas vale saber que ela não tem corrimão ou muro de proteção.

FESTIVAIS EM ÓBIDOS

Além de tudo o que eu falei acima sobre o que fazer em Óbidos, a cidade sedia alguns eventos que parecem bem bacanas, como o Mercado Medieval (geralmente julho ou agosto), o Festival Literário Internacional (geralmente outubro) e o Óbidos Vila Natal (no fim de ano). Assim, vale consultar a agenda da cidade pois sempre tem várias opções, como também o festival da ginja, chocolate, entre outros.

COMO CHEGAR EM ÓBIDOS

Óbidos fica a 85 km de Lisboa (cerca de uma hora), sendo um perfeito bate e volta da capital portuguesa.

Ela é muito bem acessível de carro, até porque isso facilita em conhecer alguma outra cidade próxima.

Mas a viagem também pode perfeitamente ser feita de ônibus, com embarque na estação Campo Grande (linha verde do metrô), por bom preço, pela empresa Rodoviária do Tejo. Por outro lado, o percurso de trem é demorado, além da estação ficar longe do centro do vilarejo.

ÓBIDOS E O QUE MAIS

Definitivamente uma viagem a Óbidos é um bate e volta de Lisboa imperdível. Uma vez que se trata de um vilarejo pequeno, é bem tranquilo de conjugar o passeio com outra (s) cidade nos arredores.

Assim, com uma distância de até uma hora ou menos, vale ler aqui no blog sobre Alcobaça (39 km), Nazaré (40 km), Mosteiro da Batalha (58 km) e Fátima (87 km). Outra opção é Tomar, que um pouco maior, e fica adiante (109 km).

Por fim, espero que as dicas sobre o que fazer em Óbidos tenham te inspirado a conhecer essa graça de cidade medieval!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Nanda Gaspar

Nanda Gaspar

Ama viajar, planejar e falar sobre viagens. Incansável na busca da localização perfeita e na logística dos roteiros redondos, curte história, fotografar e conhecer a cultura local. Aproveita o período sabático em Portugal para escrever no blog, entre um parquinho com o filhote e a escolha da próxima cidade medieval, praia paradisíaca ou metrópole enérgica, para te inspirar a viajar mais e melhor.

4 Comments

  1. Fiquei com vontade de conhecer! Parece uma cidade encantadora!
    Adorei sua postagem, como sempre muito explicativa!

    • Que bom que gostou, a cidade é um encanto mesmo!!

  2. Penso, que por “esquecimento” (“das cidades próximas a visitar”) o autor, “das cidades próximas” esqueceu-se de mencionar a cidade “termal” de Cadas da Rainha que deve ficar pra lá dos 15 a 20 km.

    • Olá, Manuel! Eu infelizmente não conheci Caldas da Rainha e acabei por priorizar a minha seleção, com as experiências que eu tive. Mas deixo seu comentário aqui para compartilharmos o destino com os outros leitores, já que é realmente tão perto. Quem sabe em outra oportunidade ? Pode ficar à vontade em comentar as suas dicas de Caldas. =)


Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Redes Sociais

Últimos Posts

Planeje sua viagem aqui

Se você gosta das dicas, pode fazer as reservas pelos links destacados abaixo. Você não paga nada a mais e ganhamos uma pequena comissão que ajuda a manter o blog. Obrigada =)

HOSPEDAGEM
Booking.com – enorme variedade de hotéis e apartamentos, com avaliação dos hóspedes e excelentes ferramentas de busca, além de ótimas promoções.

ALUGUEL DE CARRO
RentCars – permite comparar o valor de várias companhias de aluguel, garantindo as melhores oportunidades de locação em uma road trip.

SEGURO VIAGEM
Seguros Promo – Buscador de seguros que ajuda a adquirir a opção com o melhor custo-benefício para a viagem.

Assine a nossa Newsletter