Skip to content

O que fazer em Salzburg, a bela cidade de Mozart

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
O que fazer em Salzburg e outras dicas: como chegar, por que ir, quanto tempo, onde ficar, sobre o Salzburg Card e onde comer na bela cidade de Mozart.
Salzburg, Áustria. A bela cidade de Mozart

Em dezembro de 2017, fizemos uma viagem pela Alemanha e Áustria a fim de curtir o clima de Natal e explorar a região dos Alpes nos dois países. Após visitarmos Innsbruck, seguimos viagem para Salzburg, onde passamos o Natal. Assim, compartilho aqui nossa experiência sobre o que fazer em Salzurg e outras dicas: como chegar, por que ir, onde ficar, quanto tempo ficar e onde comer.

Infelizmente pegamos um pouco de chuva e gastamos uma tarde inteira tentando encontrar opções para ceia de Natal, o que acabou sendo cansativo. Salzburg, apesar de ser uma cidade universitária, nos pareceu menos animada que Munique e Innsbruck (talvez o feriado natalino tenha influenciado esta impressão). Ainda assim, a cidade é muito bonita e com bastante coisa bacana para fazer. Valeu muito a pena conhecê-la e ter incluído no roteiro da Áustria! 

Aliás, para ver todas as dicas do planejamento desta viagem, não deixe de ver o nosso “Roteiro de carro e trem pela Alemanha, Áustria e Eslováquia”.

COMO CHEGAR

Chegamos a Salzburg de trem a partir de Innsbruck. A viagem durou um pouco menos de 2 horas e o ticket foi adquirido no site da OBB, a empresa de trem estatal austríaca.

É possível fazer este trajeto de carro também.

Muita gente inclui Salzburg a partir de Viena ou Munique.

SOBRE E POR QUE IR A SALZBURG

A cidade de Mozart é lindíssima e tem um centro histórico imponente, considerado Patrimônio Mundial da UNESCO.

Tem uma rica história. Seu nome significa “Fortaleza do Sal”, por conta das barcaças de sal que viajavam ao longo do rio Salzach, no século 8. Ela já foi um influente arcebispado do Sacro-Império Romano, tendo, no século 19, sido anexada ao Império Austríaco.

Com ares de cidade pequena, a quarta maior cidade da Áustria já foi cenário do filme “A noviça rebelde”.

Além de ter várias opções de passeio, Salzburg é também uma ótima base para conhecer Hallstat e outros vilarejos da região.  

ONDE FICAR EM SALZBURG

A melhor localização é no centro histórico, chamado de Altstadt. O burburinho mais turístico (assim como a maior parte das atrações) fica na margem esquerda do Rio Salzach. Quanto mais perto de lá você ficar, melhor.

Nossa hospedagem foi no Altstadt Hotel Hofwirt Salzburg, hotel com ótimo custo-benefício. Ainda que o quarto fosse simples, era relativamente novo e nos atendeu bem. A localização é boa, no bairro Altstad, em frente a uma rua de pedestres com comércio e restaurantes, a Linzer Gasse. No entanto, destaco que o coração do centrinho, que seria a “localização perfeita”, como disse acima, fica na outra margem do rio, que é acessível em menos de 10 minutos de caminhada.

Rua Linzer Gasse, opção de onde ficar em Salzburg
Rua Linzer Gasse, Salzburg, Áustria

QUANTO TEMPO

É totalmente possível visitar o centro histórico da cidade em um dia. Inclusive pode ser um bate e volta de Munique, ou um pit stop entre Munique e Viena

Mas se for fim de ano acho bem válido esperar o anoitecer para ver o mercado natalino iluminado.

Já o pernoite vale se houver interesse em visitar com calma as atrações que não são bem no centro da cidade (como a cervejaria) ou alguma atração nos arredores de Salzburg, como à mina de sal de Hallein. Ou ainda para fazer base para bate e volta em outras cidades da Áustria, como o que fizemos em Hallstatt. Dessa forma, sugiro separar um dia adicional por passeio.

A nossa viagem: ficamos 3dias no total. Em resumo: 1 para o centro histórico, 1 para bate-volta em Hallstatt e 1 para visitar a mina de sal em Hallein (e no nosso caso a Oberndorf bei Salzburg, a cidade da música Natalina “Noite Feliz”, pois era Natal).

O QUE FAZER EM SALZBURG

CENTRO HISTÓRICO - ALTSTADT

O roteiro começa antes do rio, no Palácio Mirabell, com seus lindos jardins, cenários do filme “A Noviça Rebelde”.

Jardim do Palácio Mirabell: o que fazer em Salzburg
Palácio Mirabell, cenário do filme A Noviça Rebelde, Salzburg, Áustria

Ainda neste lado da cidade, está a Rua Linze Gasse, com opções de restaurantes e lojas que podem ser úteis para quem estiver hospedado por ali.

Passando o rio, está o coração da Cidade Velha, onde estão as principais atrações do centro histórico. A boa é andar sem muito rumo, mas sem deixar passar alguns pontos.

Visitamos o Museu da Casa Natal de Mozart, o Mozarts Geburtshauses, que funciona na casa em que o músico nasceu. Gostei bastante, já que é um museu biográfico que conta a história do morador mais ilustre de Salzburg.

O museu fica na Rua Getreidegasse, a principal da Cidade Velha, que é bastante charmosa, com letreiros de ferro, e concentra grande variedade de restaurantes e lojas.

Museu de Mozart, ótima dica sobre o que fazer em Salzburg
Museu da Casa Natal de Mozart, Salzburg, Áustria

Um pouco adiante está a Mozartplatz, que contém uma estátua do músico.

Nos arredores também estão a Domplatz e a Residenzplatz, onde se localizam o lindo Palácio Residenz Salzburg e a Catedral de Salzburg.  

Logo atrás nos deparamos com a Kapitelplatz, que tem uma esfera dourada com um homem olhando para a montanha, imagem clássica de Salzburg. 

Aliás, é nessa montanha que se encontra a Fortaleza de Hohensalzburg, um imponente Castelo do século 11. De cima dele, se tem uma vista linda para a Cidade Velha, imperdível. O ingresso de acesso via funicular dá direito à subida, descida e entrada no museu, mas vale lembrar que a subida pode ser realizada gratuitamente a pé.

Kapitelplatz, dica sobre o que fazer em Salzburg
Kapitelplatz com a esfera dourada, Salzburg, Áustria

Além disso tudo, tem alguns passeios mais afastados do centrinho que não fizemos, mas que parecem bacanas a quem tiver tempo: Palácio Hellbrunn, Teleférico Untersberg e a Cervejaria Stieg-Brauwelt

Natal

Se estiver na cidade na época de Natal, não deixe de curtir o mercado natalino de Salzburg, um dos mais antigos da Europa. Aliás, para ver a nossa experiência natalina completa vale ler o post completo sobre “As 10 cidades na Europa para viver o clima de Natal” que visitamos nesta viagem, na Alemanha, Áustria e Eslováquia.

Mercado de Natal em Salzburg: o que fazer no Natal
Mercado de Natal em Salzburg, Áustria

SALZBURG: O QUE FAZER NOS ARREDORES

MINA DE SAL EM HALLEI

O sal é muito ligado à história de Salzburg, sendo inclusive a origem do seu nome. Dessa forma, essa região da Áustria possui um conjunto de minas de sal que estão entre as mais antigas do mundo, estando a mais antiga delas em Hallstatt (que fecha durante o inverno, período em que estávamos lá, por isso não a visitamos).

No entanto, vimos que a mina de Hallein, que fica a 20 minutos de carro do centro de Salzburg, estaria aberta. Estávamos em dúvida se valeria à pena fazer o passeio, mas acabamos decidindo por ir e a atração nos surpreendeu positivamente. O tour tem conteúdo histórico e é bem planejado para não ficar cansativo, eles passam filme, fazem uma travessia de barco em um lago interno, e o mais divertido: duas descidas em tobogã de madeira!

CAPELA DA MÚSICA NOITE FELIZ NA VÉSPERA DE NATAL

Trata-se do local onde a música Noite Feliz foi feita e tocada pela primeira vez. É um programa para quem estiver na cidade na véspera de Natal, quando há um lindo evento com coral em frente. Não deixe de ler mais sobre essa experiência mágica no post sobre a nossa experiência na “Capela da música Noite Feliz (Silent Night Chapel) na véspera de Natal”.   

SALZBURG CARD

O “Salzburg Card” é um passe turístico que oferece entrada nas atrações da cidade e meios de transporte.  Não compramos o cartão, pois as únicas atrações que pagamos para entrar foram a Casa de Mozart e a Fortaleza, que acabamos decidindo em cima já que estava nublado. No entanto, apenas estas duas atrações já deram quase o valor do passe. Ou seja, vale muito a pena. Não deixe de conferir os valores atualizados.

ONDE COMER EM SALZBURG

No decorrer desta viagem, acabamos fazendo algumas refeições no mercado natalino. Mas compartilho alguns restaurantes que conhecemos. 

O Nordesea, que é um restaurante de frutos do mar, tipo um fast food, prático e conveniente para um almoço. 

E o La Stella, restaurante de comida italiana, que não é imperdível, mas onde comemos uma boa pizza com vinho.

Apesar de não ter entrado, o restaurante Stieglkeller, da principal cervejaria da região, parece ter uma vista bonita e pode ser uma boa para petiscar e beber algo.

Não deixe de ir ao BALKAN GRILL. Uma janela, estilo barraquinha, com cachorro quente super tradicional, pena que estava fechada sempre que passamos.

Dica de Natal: Se for passar a véspera de Natal lá, não deixe de reservar um restaurante para a ceia assim que chegar ou pela internet com antecedência. Não o fizemos, e passamos boa parte do dia 24 buscando algo, já que a maioria não abriria ou não tinha mais vaga. Felizmente achamos uma opção já à noite, mais afastada do centro, que mesmo assim só confirmamos na hora (tipo depois de 8 da noite), pois também já estava com a lista fechada.

Por fim, espero que as dicas tenham te inspirado a conhecer a linda Salzburg. Quem se animou?

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Nanda Gaspar

Nanda Gaspar

Ama viajar, planejar e falar sobre viagens. Incansável na busca da localização perfeita e na logística dos roteiros redondos, curte história, fotografar e conhecer a cultura local. Aproveita o período sabático em Portugal para escrever no blog, entre um parquinho com o filhote e a escolha da próxima cidade medieval, praia paradisíaca ou metrópole enérgica, para te inspirar a viajar mais e melhor.

No comment yet, add your voice below!


Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa Newsletter