Skip to content

Lagos Andinos, Chile: tudo sobre o destino

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Todas as dicas para uma viagem maravilhosa pelos Lagos Andinos, no Chile: um destino com paisagens de tirar o fôlego e cidades para lá de charmosas.

Estivemos nos Lagos Andinos, no Chile, em fevereiro de 2017. Ainda que muitas pessoas combinem o lado chileno com o argentino – leia-se: Bariloche -,  esta não foi a nossa escolha, pois só tínhamos os dias do carnaval disponíveis. Ainda assim, foi uma viagem maravilhosa, deu para viajar no estilo slow trip e descansar. Ao mesmo tempo, conseguimos aproveitar bem a região, que me surpreendeu positivamente: natureza incrivelmente linda, bem como com uma vibe charmosa e romântica.  

Assim, compartilho aqui todas as dicas para uma viagem: sobre e por que ir, quando ir, como chegar, onde ficar, como se locomover (se vale a pena alugar carro), quanto tempo ficar e como montar o roteiro, o que fazer e tudo sobre os passeios da região.

SOBRE OS E POR QUE IR AOS LAGOS ANDINOS, NO CHILE

A região dos Lagos Andinos, no Chile, fica no norte da Patagônia. Certamente é uma das mais lindas do país. E olha que o Chile coleciona destinos fabulosos.  Em resumo, Los Lagos combina belezas naturais com vilarejos extremamente aconchegantes. Nesse sentido, a grande estrela da região é o vulcão Osorno. Mas não falo só do passeio a ele não. Isso porque o visual das cidades, à beira lago, com ele ao fundo, é bem bonito, um charme só!

LagoTodos los Santos, exemplo da beleza natural dos Lagos Andinos, Chile
Lagos Todos los Santos e o vulcão Osorno ao fundo

QUANDO IR

A menos que você queira ver neve e esquiar, a melhor época para ir aos Lagos Andinos, Chile, é no verão, quando chove menos (os índices de chuva por lá são altos o ano inteiro, por sinal) e a temperatura é mais agradável. Fomos no fim de fevereiro. Pegamos um friozinho gostoso e apenas um dia de chuva. Mas vale lembrar que o clima lá é instável: frequentemente amanhecia bastante nublado – e sem visibilidade do vulcão – e o sol aparecia ao longo do dia.

Dia ensolarado no verão, dica sobre quando ir aos Lagos Andinos
Dia ensolarado no lago Lago Llanquihue

COMO CHEGAR NOS LAGOS ANDINOS, CHILE

O voo a partir de Santiago a Puerto Montt dura menos de 2 horas. Há saídas diárias. Já no aeroporto da cidade, alugamos um carro e seguimos para Puerto Varas, cerca de 20 km distante. Aliás, falo mais abaixo da escolha sobre alugar carro ou não.

ONDE FICAR NOS LAGOS ANDINOS

Puerto Montt, Puerto Varas e Frutillar são as cidades com mais infraestrutura turística nos Lagos Andinos. Puerto Varas é a melhor base para se hospedar. Afinal, a cidade é aconchegante, agradável e com ótimas opções de hotéis e restaurantes. Puerto Montt, por sua vez, não é tão bonita. Por outro lado, Frutillar não me pareceu ter tantas opções de restaurantes e hotéis (por exemplo, foi difícil achar restaurante aberto no dia que fomos passear). 

Assim, não deixe de conferir nossas dicas sobre Puerto Varas com sugestões de hospedagem e restaurantes.

Hotel Cabañas del Lago Puerto Varas: dica sobre onde ficar nos Lagos Andinos
Piscina do Hotel Cabañas del Lago, em Puerto Varas

COMO SE LOCOMOVER NOS LAGOS ANDINOS - CARRO OU AGÊNCIA?

Antes de mais nada, tudo depende do seu estilo de viagem. De qualquer maneira, das duas formas você vai aproveitar o passeio pelos Lagos Andinos. Mas, se tiver possibilidade de alugar um carro, acho bem melhor. Na época em que fomos, simulei um aluguel de carro e o valor de fazer os passeios com uma agência que disponibilizava os preços na internet: os valores eram equivalentes! Dito isso, o diferencial do carro é:

1 – Carro sempre oferece maior liberdade, mas, em especial lá, onde visitar os principais atrativos sem névoa ou chuva faz toda a diferença, quanto maior flexibilidade de encaixar os passeios, melhor.

2 – Passar pelas estradinhas internas entre Puerto Octay e Puerto Varas é um programa imperdível. Em outras palavras: as rotas estão entre as mais lindas que já vimos!

Paisagens vistas do carro, sugestão sobre como se locomover nos Lagos Andinos
Vista da estrada para o vulcão Osorno

QUANTO TEMPO E COMO MONTAR O ROTEIRO

As principais atrações da região dos Lagos Andinos são o Vulcão Osorno, o Lago Todos los Santos, e os Saltos do Rio Petrohué. As 3 são relativamente próximas umas das outras.

Dá para ir nas 3 no mesmo dia?

Olha, se você só tem um dia até dá, mas não seria o ideal. Porque além da correria, que não combina com a vibe do local, elas são melhores de fazer com tempo bom (em especial, o vulcão e o lago, por conta da visibilidade) e o tempo lá é imprevisível e chuvoso. Frequentemente, mesmo com sol, uma parte do dia pode ficar encoberta de nuvens. Dessa maneira, a menos que dê sorte de um dia inteiro sem tempo encoberto, o ideal seria dividir estes passeios em 2 dias.

Uma sugestão é ir ao vulcão em um dia, e no outro nos saltos e no passeio de barco Todos los Santos.

Além destas atrações imperdíveis, vale desbravar os vilarejos banhados pelo Lago Llanquihue. Ou seja, incluir ao menos um turno para conhecer a cidade de Frutillar (se conseguir esticar até Puerto Octay, para ver o vulcão mais de perto, melhor ainda) e deixar, no mínimo, os fins de tarde e noites para explorar Puerto Varas, seja em um café da tarde, no pôr do Sol da orla do lago ou no jantar dos excelentes restaurantes.

De opcional, dependendo do horário do seu voo, no dia da chegada ou da saída, ir aos Palafitos del Angelmó, em Puerto Montt, para um almoço, pode ser um programa bacana.

Adicionalmente, se tiver interesse em visitar a pinguinera de Chiloé, acrescentar 1 dia inteiro!

O QUE FAZER NOS LAGOS ANDINOS, NO CHILE

ATRAÇÕES PRINCIPAIS: UM LAGO, UM VULCÃO E UM RIO

VULCÃO OSORNO

Trata-se de um vulcão ativo com visual incrível. Em outras palavras, foi o passeio que mais gostei nos Lagos Andinos. Para chegar, assim como nas demais atrações, é necessário circundar o lago Llanquihue por cerca de 60 km até uma bifurcação, e virar à esquerda, em uma estradinha sinuosa em forma de caracol.

Pausa para foto: dali já se tem um visual lindo do vulcão!

Depois de subir bastante, chegamos à estação de teleférico. Há um estacionamento e o restaurante Mirador, logo na entrada, com boas opções de sanduíches, nossa escolha mais tarde no fim do passeio.

Por ali também fica a bilheteria do teleférico e os valores variam de acordo com temporadas e atividades. No inverno, é possível esquiar. Mas sendo verão, ficamos só com o teleférico. Assim, o trajeto se divide em dois percursos.

A primeira parada é com 1450 metros de altitude.

Logo subimos para a segunda subida. Que visual!

É possível caminhar para chegar mais perto do topo da montanha. No entanto, chega um momento em que há uma cerca. Vimos pessoas passando a cerca e continuando a caminhada. Contudo, optamos por não passar, pois a areia ficava muito fofa, e entendemos que o recomendado para continuar seria ter um guia e/ou feito um cadastro para montanhistas que existe próximo a base do teleférico. Ou seja: se você tiver interesse em fazer esta caminhada, vale se informar lá embaixo.

Preço à época: cerca de 25 mil pesos por pessoa – 2 trajetos

Vulcão Osorno: o que fazer nos Lagos Andinos
Vulcão Osorno na região dos lagos andinos, no Chile

SALTOS DO RIO PETROHUÉ

É necessário circundar o lago Llanquihue por cerca de 60 km, e passar a bifurcação, e seguir rumo aos Saltos, até a entrada do Parque Nacional Vicente Pérez Rosáles. Logo em frente à entrada tem um estacionamento.

Lá dentro há várias passarelas para você contemplar os saltos. A cor da água é simplesmente incrível!

Bem como a força da água: impressionante. Tudo isso com ele, o Vulcão Osorno, ao fundo. Isso se o tempo estiver bom para que seja possível vê-lo.

Tem várias outras trilhas no parque. Fiquei um pouco arrependida de não ter feito nenhuma, já que vi depois umas fotos bem bonitas. Ou seja: se tiver tempo, vale avaliar!

Preço à época: A entrada para o parque custava um pouco menos de 2 mil pesos.

Rio Petrohué, dica de passeio nos Lagos Andinos chilenos
Rio Petrohué e a cor de suas águas, na região dos lagos andinos, no Chile

LAGO TODOS LOS SANTOS

Para chegar ao lago, vindo dos Saltos, tem que seguir estrada por mais uns 10 minutos.

Quando chegamos lá, alguns barqueiros já nos ofereceram o passeio. Nós optamos por fazer o passeio clássico de 30 – 40 minutos, mas existem opções que incluem uma parada na Isla Margarita, nos arredores, ou que vão até a cidade de Peulla (mesmo para quem não vai seguir a travessia para Bariloche).

O dia estava bonito e as águas do lago estavam uma cor linda e um visual fantástico com o vulcão Osorno ao fundo. Foi um passeio bem gostoso e que deve estar na lista dos imperdíveis nos Lagos Andinos chilenos.

Preço à época: cerca de 5 mil pesos.

Como é o passeio de barco no Lago Todos los Santos, Lagos Andinos
Lago Todos los Santos, na região dos lagos andinos, no Chile
O que fazer nos Lagos Andinos: passeio de barco no Lago Todos los Santos
Passeio de barco no Lago Todos los Santos, na região dos lagos andinos, no Chile

ATRAÇÃO ADICIONAL: PINGUINS EM CHILOÉ

Esta é uma atração fora do circuito básico dos Lagos Andinos. Isso porque Chiloé é um destino por si só, mas que optamos por fazer como bate e volta de Puerto Varas, apenas para visitar a pinguinera

Aliás, não deixe de conferir tudo sobre essa experiência de ver os Pinguins em Chiloé.

Bate e volta de Puerto Varasàs pinguineras de Chiloé: dica de passeio nos Lagos Andinos
Pinguins em Chiloé, no Chile

AS CIDADEZINHAS NA REGIÃO DOS LAGOS ANDINOS

Além das principais atrações de que falo acima, é imperdível conhecer os vilarejos dos Lagos Andinos banhados pelo Lago Llanquihue. Nesse sentido, Puerto Varas é uma cidade bem bacana de explorar, com ótimos restaurantes. Uma vez que me hospedei lá, o que, aliás, recomendo fortemente, vale conferir o artigo com todas as dicas sobre o que fazer, onde ficar e onde comer em Puerto Varas.

É válido, ainda, passear por Frutillar e, se der, dar um pulo Puerto Octay, principalmente para pegar as estradinhas, se estiver de carro, como eu falo abaixo. Não deixe de conferir nosso roteiro  por Frutillar e Puerto Octay.

Há, ainda, o relato da nossa ida ao Mercado Angelmó em Puerto Montt.

Dica Extra: AS ESTRADINHAS NOS LAGOS ANDINOS!

Se tem uma coisa que curtimos nessa viagem foram os caminhos da região dos Lagos Andinos chilenos. Simplesmente, cada visual incrível! Ainda mais em uma slow travel, passamos por várias ESTRADINHAS. Sobretudo as INTERNAS na volta entre Puerto Octay e Puerto Varas, e principalmente entre entre Frutillar e Puerto Varas (pois na ida pegamos a estrada principal, sem saber da beleza da interna). Em resumo: fofas, com aquelas casas de madeira típicas da Patagônia e paisagens lindas (ainda mais no fim do dia), que entraram na nossa lista de estradas mais lindas do mundo. Certamente, páreo com a rota romântica Alemã….

Por fim, espero ter te inspirado a conhecer os Lagos Andinos, no Chile. Certamente, curti muito a beleza e tranquilidade da região, que me surpreendeu bastante. 

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Nanda Gaspar

Nanda Gaspar

Ama viajar, planejar e falar sobre viagens. Incansável na busca da localização perfeita e na logística dos roteiros redondos, curte história, fotografar e conhecer a cultura local. Aproveita o período sabático em Portugal para escrever no blog, entre um parquinho com o filhote e a escolha da próxima cidade medieval, praia paradisíaca ou metrópole enérgica, para te inspirar a viajar mais e melhor.

No comment yet, add your voice below!


Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Redes Sociais

Últimos Posts

Planeje sua viagem aqui

Se você gosta das dicas, pode fazer as reservas pelos links destacados abaixo. Você não paga nada a mais e ganhamos uma pequena comissão que ajuda a manter o blog. Obrigada =)

HOSPEDAGEM
Booking.com – enorme variedade de hotéis e apartamentos, com avaliação dos hóspedes e excelentes ferramentas de busca, além de ótimas promoções.

ALUGUEL DE CARRO
RentCars – permite comparar o valor de várias companhias de aluguel, garantindo as melhores oportunidades de locação em uma road trip.

SEGURO VIAGEM
Seguros Promo – Buscador de seguros que ajuda a adquirir a opção com o melhor custo-benefício para a viagem.

Assine a nossa Newsletter