Skip to content

O que fazer em Santiago: guia completo

GUIA COMPLETO DA CIDADE
Dica sobre o que fazer em Santiago

Santiago é uma cidade versátil: cheia de atrações, belezas naturais nos arredores – alô, Cordilheira dos Andes –e tem ares modernos sem deixar de lado o charme do centro histórico. Além disso, é elegante e agradável, entre as ruas arborizada e os diversos parques. Já estive por duas vezes lá e vamos reunir aqui as melhores dicas com o que fazer em Santiago.

O QUE FAZER EM SANTIAGO: BAIRRO A BAIRRO

BELLA VISTA

Cerro San Cristobal

É o principal ponto turístico, um parque imenso com uma vista soberba da cidade, com os Andes ao fundo. A subida é por um simpático funicular. E lá de cima também é possível descer de teleférico. Em outras palavras, atração imperdível quando pensamos sobre o que fazer em Santiago.

La Chascona

Uma das três casas de Pablo Neruda, sendo a única na cidade e funciona como um museu do poeta.

Patio Bellavista

Um pequeno complexo de bares e restaurantes, além de lojinhas, em um clima animado.

LASTARRIA

Cerro Santa Lucia

Parque lindo e imperdível, com praças, árvores e um Castelo. Apesar de ser menor que o Cerro San Cristóbal, ganha e charme e também tem uma vista bonita. 

Rua Jose Victorino Lastarria

Rua linda e aconchegante cheia bares e restaurantes.

Museus Gabriela Mistral e Museu de Artes Visuais

CENTRO

Plaza de Armas e Catedral Metropolitana

A Plaza é o centro da cidade. Nela também está localizada a imponente Catedral Metropolitana.

Museo de Arte Pre Colombiana

O Museu reúne peças do período anterior aos espanhóis à América.

Palacio de La Moneda e Centro Cultural La Moneda

É um prédio imponente que funciona como sede presidencial do Chile. Também é cenário da troca de guarda, evento que ocorre em dias alternados às 10 horas.

Mercado Central

O Mercado Central é o local de venda de peixes e mariscos em Santiago e já foi eleito com um dos melhores na categoria. Ainda que o local não seja tão grande, seja relativamente simples e os restaurantes disputem os clientes, vale a pena experimentar uma refeição por lá. Nesse sentido, o destaque vai para centollas, uma espécie de caranguejo gigante.

Rua Paris Londres

Trata-se de um bairro, que na verdade são duas ruas, charmosas e que de fato nos remetem à Europa. Ainda que esteja com algumas pichações, é um lugar agradável e fotogênico.

PROVIDENCIA

Sky Costanera

Sem dúvida, a principal atração do shopping é o observatório, que entrega uma vista panorâmica do edifício que é nada mais nada menos que o mais alto da América Latina.  

Parque de Las Esculturas

O Parque funciona como um museu ao ar livre, com esculturas espalhadas pelo gramado e vista do Rio Mapocho.

NUÑOA

Plaza Nuñoa

Linda praça, onde tivemos a impressão de haver mais locais que turísticas. Apesar do espaço ser tranquilo e agradável, não achamos imperdível.

Estadio Nacional de Chile

Não visitamos o local, que parece simples, mas deixo a referência para quem curte visitar estádios pelo mundo. O estádio fica a 2 km da Plaza Nunõa, então é uma boa ideia combinar os dois programas.

O QUE FAZER EM SANTIAGO: VINÍCOLAS

Certamente visitar uma vinícola é uma oportunidade única, já que o Chile tem forte tradição de vinhos e o programa é tão próximo do centro da capital. Por exemplo, minha visita foi na Concha e Toro, que tem acesso facilitado pelo metrô e uma ótima estrutura.

O QUE FAZER EM SANTIAGO: MONTANHAS

Quem visitar Santiago nos meses mais (em geral, entre junho e outubro) poderá ver neve em seus arredores! Subir a Cordilheira dos Andes é uma experiência única, com paisagens de tirar o fôlego. 

As estações de esqui na montanha são Vale Nevado, Farellones, El Colorado e La Parva.

A principal é o Vale Nevado, com o visual mais exuberante e mais estrutura e restaurantes, além de ter um teleférico (chamado de gôndola).

Já Farellones funciona mais como um parque na neve, excelente parar quem quer brincar. Tem tobogã com boia, tirolesa, esquibunda e teleférico, além de pistas e aulas de esqui, para iniciantes.

É possível fazer o passeio com agências de turismo ou fechar um traslado com a Ski Total, a partir do Omnium Mall.

A 164 km está Portillo, que parece um lugar de neve incrível, com um lindo lago no meio, porém, pela distância maior, vale a quem tiver interesse em se hospedar por lá.

MELHORES PASSEIOS DE BATE E VOLTA

Além do passeio às Cordilheiras, Santiago reserva boas opções de bate e volta. Certamente o mais clássico é a Valparaiso e Viña del Mar, que podem ser feitos de carro alugado ou agência de turismo (o que acabamos fazendo). Viña é um balneário de praia e Valparaiso uma simpática cidade portuária com casinhas coloridas no alto do morro, além de uma das casas de Pablo Neruda. Algumas pessoas seguem o passeio até a cidade de praia de Isla Negra, onde está a terceira casa do poeta.

Outra excelente ideia de bate e volta é visitar Cajon del Maio e linda represa Embalse el Yeso, lugar banhado pelo rio Maipo em com as Cordilheiras ao fundo.

SANTIAGO E O QUE MAIS: OUTRAS VIAGENS

Além das opções de bate e volta, Santiago acaba sendo uma primeira parada conveniente para outros destinos no Chile. Foi o que fizemos quando visitamos os lindíssimos Lagos Andinos. Mas a lógica funciona bem para outros lugares, como Torre del Paine, Pucón, Chillan, Atacama, Ilha de Páscoa.

ONDE FICAR EM SANTIAGO: MELHORES BAIRROS

Em resumo, os principais bairros de Santiago para hospedagem são: Centro, Lastarria/Bellas Artes (subsequente ao Centro), Bellavista (oficialmente no começo da comuna de Providência) Providência E Vitacura/Las Condes.

Antes de mais nada, vou dar minhas considerações referentes a Santiago antes das manifestações, com as minhas impressões das vezes que fui. Meu cantinho favorito na cidade foi Lastarria, seguido por Bella Vista e Providência. Las Condes e Vitacura são um pouco mais afastados das principais atrações e eu não os conheci tão bem. Por outro lado, o Centrão de Santiago não é bonito e fica caído à noite. Ou seja: já não seria minha primeira opção.

Dito isso, em tempo de manifestações, vale verificar com os hotéis como está a região do Centro e arredores (Lastarria e Bellavista). De todo modo outras ótimas opções são Providência e Vitacura.

Ainda assim, falarei das características dos bairros.

Centro

O Centro é próximo a muitas atrações turísticas (como Mercado Central, Plaza de Armas, Palacio de La Moneda, Museu de Arte Pré Colombiana), mas como um típico centro da cidade, achei sem charme, “cinza” e sem vida à noite. Em termos de beleza, a exceção é o “bairro” (duas ruas, na realidade) Paris-Londres. Contudo, imagino que a vida noturna e oferta de restaurantes seja inferior.

Lastarria e Bellavista

São próximos às atrações turísticas, bonitos, com área verde (Cerro Santa Lucia, Parque Florestal e Cerro San Cristóbal) e com mais (e boas) opções de bares e restaurantes da cidade. Bellavista é colorido, bem como tradicionalmente boêmio. Já Lastarria me pareceu mais charmoso, é considerado o bairro das artes e também tem locais animados à noite.

Providência

Providência está localizado entre o Centro e Las Condes/Vitacura, e dessa maneira, não está longe dos pontos turísticos, e ainda está mais perto das Cordilheiras que Lastarria e BellaVista. É um bairro mais moderno e maior, onde pessoas trabalham, mas também com opções boas de lazer e restaurantes (inclusive alguns dos mais estrelados da cidade). Apesar da fama de “Times Square” de Santiago, também tem ruas tranquilas e arborizadas, que eu achei bem agradáveis, além de hotéis com ótimo custo-benefício.

Vitacura e Las Condes

São os bairros mais “chiques” e modernos da cidade, com grande oferta de bons hotéis. Apesar de eu não ter andado muito por lá, li sobre uma cena gastronômica recente, em especial em Vitacura. Contudo, é mais afastado das principais atrações, em relação aos outros bairros que menciono.  

ONDE COMER EM SANTIAGO

  • NOLITA LASTARRIA: comida boa, destaque para massas, no burburinho de Lastarria
  • GALINDO: lugar simples e muito bem localizado, com bom custo benefício. Fomos por ser um lugar tradicional, onde não vão só turistas, mas a comida em si achei boa apenas.
  • MERCADO CENTRAL: mercado de peixes e mariscos, onde o prato mais requisitado é a centolla no Donde Augusto)
  • COMO ÁGUA PARA CHOCOLATE: restaurante lindo com decoração inspirada no filme do mesmo nome. Está sempre cheio e deve ser reservado. Ainda assim, vale, pois a comida é sensacional
  • RESTAURANTE GIRATORIO: o restaurante faz um giro lentamente entregando uma vista panorâmica de Santiago. A comida e boa e, em conjunto com o visual, faz valer a visita.

Por fim, espero que as dicas sobre o que fazer em Ouro Preto ajudem e inspirem a conhecer essa linda e aconchegante cidade!

Nanda Gaspar

Nanda Gaspar

Ama viajar, planejar e falar sobre viagens. Incansável na busca da localização perfeita e na logística dos roteiros redondos, curte história, fotografar e conhecer a cultura local. Aproveita o período sabático em Portugal para escrever no blog, entre um parquinho com o filhote e a escolha da próxima cidade medieval, praia paradisíaca ou metrópole enérgica, para te inspirar a viajar mais e melhor.

No comment yet, add your voice below!


Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Redes Sociais

Últimos Posts

Planeje sua viagem aqui

Se você gosta das dicas, pode fazer as reservas pelos links destacados abaixo. Você não paga nada a mais e ganhamos uma pequena comissão que ajuda a manter o blog. Obrigada =)

HOSPEDAGEM
Booking.com – enorme variedade de hotéis e apartamentos, com avaliação dos hóspedes e excelentes ferramentas de busca, além de ótimas promoções.

ALUGUEL DE CARRO
RentCars – permite comparar o valor de várias companhias de aluguel, garantindo as melhores oportunidades de locação em uma road trip.

SEGURO VIAGEM
Seguros Promo – Buscador de seguros que ajuda a adquirir a opção com o melhor custo-benefício para a viagem.

Assine a nossa Newsletter