Skip to content

Frutillar: um roteiro pela charmosa cidade alemã

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Dicas de um bate e volta a Frutillar com pulinho em Puerto Octay: roteiro pelos vilarejos de colonização alemã
Píer: principal atração de Frutillar, nos Lagos Andinos

Em fevereiro de 2017, estivemos nos Lagos Andinos, no Chile. Uma das tardes foi devidamente separada para um bate e volta de Puerto Varas a Frutillar e Puerto Octay. Primeiro fomos a Frutillar, uma cidadezinha graciosa, pedaço da Alemanha na região, com direito à torta da gastronomia local. Depois demos um breve pulinho em Puerto Octay, a vizinha, que oferece uma vista ainda mais próxima do famoso vulcão Osorno. Fora isso, conto uma dica imperdível, sobre as cênicas estradinhas internas que percorremos. 

Aliás, para saber tudo sobre esta viagem aos Lagos Andinos chilenos: quando ir, como chegar, onde ficar, o que fazer e melhores passeios, vale conferir as dicas sobre os Lagos Andinos. E, não deixe de ler também sobre os passeios às outras cidades da região, Puerto Varas, Puerto Montt e o Mercado de Angelmó e Chiloé e os Pinguins.

UM ROTEIRO POR FRUTILLAR: PASSEIOS E UMA TORTA ALEMÃ

A cidadezinha alemã, à beira lago, parece um cartão postal, tamanha beleza e graciosidade. A sua orla é bem agradável para caminhada. No entanto, seu principal ponto de interesse é o píer, que oferece uma vista do vulcão Osorno mais de pertinho que a de Porto Varas, com direito a banquinhos para se contemplar o visual. Infelizmente, estava meio nublado e não tivemos esse privilégio. 

Frutillar também é uma cidade musical e tem vários objetos decorativos que fazem referência a esta característica, na sua orla, como um piano ou um banco com a base em forma de claves de sol. Neste sentido, ela sedia anualmente um evento de música, conhecido como Semanas Musicales, que ocorre no Teatro del Lago. Por sinal, é uma construção peculiar que adentra o lago, que vale uma passada.   

Outro ponto famosíssimo da cidade, tratando-se de uma vila fundada por alemães, é provar a torta típica, chamada de kutchen. Fácil de encontrar nos cafés da orla. Antes de mais nada, são lindas. Dito isso, achei gostosa, ainda que não tenha entrado para o meu hall de sobremesas favoritas da vida.  Além da sobremesa, almoçamos por lá, porém confesso que tive certa dificuldade de achar restaurantes, mesmo no verão. 

Por fim, outro ponto de interesse é o Museu Colonial Alemão, mas acabamos não visitando.

Dica sobre o que fazer em Frutillar: provar a torta kutcen
Torta kutchen, típica de Frutillar

UM PULINHO EM PUERTO OCTAY

Puerto Octay é uma cidadezinha bem pequena que tem uma vista ainda mais próxima do vulcão Osorno e que também se localiza em torno do Lago Llanquihue, bem como Frutillar e Puerto Varas. Colonizada por alemães, passamos pelo seu centrinho e vimos a arquitetura local, de madeira. Na realidade, a cidade nos pareceu mínima, com menos atrativos que a vizinha Frutillar. 

Entretanto, lá tem um restaurante mais famosinho, o Rancho Espantapájaros. Não posso falar da qualidade, pois já tínhamos almoçado em Frutillar. Mas, a quem considerar uma ida ao vilarejo, pode avaliar de fazer o almoço por lá e depois seguir para a sobremesa e passeio por Frutillar. 

No nosso caso, o pulinho em Puerto Octay se resumiu a contemplar o vulcão mesmo. Uma paisagem mais selvagem, conforme a foto. 

Dica sobre o que fazer em Puerto Octay
Lago Llanquihue e vulcão, ao fundo, visto de Puerto Octay

AS LINDAS ESTRADINHAS NOS LAGOS ANDINOS

Essa é a dica de ouro do passeios aos vilarejos: se tem uma coisa que curtimos nesta viagem foram os caminhos. Isso mesmo. Com tempo folgado, passamos por várias ESTRADINHAS INTERNAS na volta  entre Puerto Octay e Puerto Varas, e principalmente entre entre Frutillar e Puerto Varas: fofas, com aquelas casas de madeira típicas da Patagônia e paisagens lindas, ainda mais no fim do dia. Tudo por acaso, já que na ida, como muitas pessoas, pegamos a estrada principal, sugerida pelo GPS. Certamente,  entraram na nossa lista de estradas mais lindas do mundo, páreo com a rota romântica Alemã….

Dica imperdível sobre o que fazer nos Lagos Andinos: estradinhas internas
Estradinhas internas nos Lagos Andinos, no Chile
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Nanda Gaspar

Nanda Gaspar

Ama viajar, planejar e falar sobre viagens. Incansável na busca da localização perfeita e na logística dos roteiros redondos, curte história, fotografar e conhecer a cultura local. Aproveita o período sabático em Portugal para escrever no blog, entre um parquinho com o filhote e a escolha da próxima cidade medieval, praia paradisíaca ou metrópole enérgica, para te inspirar a viajar mais e melhor.

No comment yet, add your voice below!


Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa Newsletter