Skip to content

O que fazer em Havana: roteiro e dicas

Guia completo com dicas de Havana: o que fazer, atrações, quantos dias, roteiro com mapa, como chegar, onde ficar e onde comer na capital cubana.

Estivemos na emblemática ilha de Cuba em abril de 2016 e pudemos conhecer lugares incríveis. Nesse sentido, Havana, a sua capital,  é uma destino singular diferente de qualquer outro. Ficamos 4 dias e temos muitas dicas da cidade. Assim, compartilho aqui todas elas: o que fazer em Havana, bem como um roteiro bem detalhado por localização e período histórico, que pode ser feito em de 3 dias. E mais:  quantos dias ficar, como chegar e onde ficar em Havana, além de dicas de restaurantes da capital cubana. 

Aliás, não deixe de ler as Dicas de Cuba, onde reuni as dicas gerais de uma viagem ao país: como escolher as cidades a serem visitadas, quando ir, como chegar, assim como sobre a moeda, visto, internet e como funcionam hospedagens e restaurantes. 

Já para ler sobre os outros destinos – imperdíveis –  por onde passamos em Cuba, vale conferir as dicas sobre Cayo Largo e Trinidad.

QUANTOS DIAS FICAR EM HAVANA

Ainda que eu tenha ficado 4 dias na capital cubana, divido as atrações que fizemos em 3 regiões principais, em um roteiro por Havana que pode ser feito em 3 dias inteiros, 1 para cada região principal.

No entanto, se você tiver mais tempo, melhor, com o intuito de:

  • Viajar no ritmo cubano, desbravar tudo com calma, trocando ideia com os locais. Sem dúvida Havana vai muito além de seus pontos turísticos. Os cubanos estão sempre dispostos a conversar, adoram falar sobre novela, futebol e política brasileiros. Além disso, falam abertamente sobre a opinião política deles, sobre a Revolução Cubana e a abertura econômica.
  • Ter tempo de fechar com calma a logística do resto da viagem, caso você vá a outros destinos em Cuba, como fechar motorista particular ou comprar voos internos, etc, caso não o tenha feito antes de chegar ao país.
  • Sobrar espaço para as próprias descobertas ou para incluir atrações menos conhecidas.

Assim, segue um roteiro em Havana com as principais “atrações turísticas”, redondinho, que foi separado por região e época histórica!

Contudo, a ordem independe. Dessa maneira, se você quiser fechar passeios em Havana, talvez seja melhor começar pelo roteiro do “dia 2”, uma vez que passa pelos hotéis que tem os guichês das principais agências de viagem (Iberostar Parque Central, Inglaterra…) ou pelo roteiro do “dia 3”, uma vez que estará próximo às sedes de algumas agências de viagem de Havana. 

Carros antigos, dica sobre o que ver e o que fazer em Havana
Carros antigos e clássicos no centro de Havana, Cuba

O QUE FAZER EM HAVANA: ROTEIRO DE 3 DIAS

DIA 1: HAVANA VIEJA - A CUBA COLONIAL DE SÉCULOS ATRÁS

  • Plaza Vieja (nos arredores: Museo del Run / Museo del Chocolate)
  • Plaza de San Francisco
  • La Plaza de Armas
  • Castillo de la Real Fuerza (Castelo da Força Real)
  • Plaza de la Catedral
  • Plazuela del Santo Angel Custodio
  • Se houver tempo, disposição e interesse, no fim de tarde e/ou noite: Castillo de los Tres Santos Reyes Magnos del Morro+ San Carlos de La Cabaña e o “Cañonazo”
  • Para comer – sugestão de almoço ou jantar: LA BODEGUITA DEL MEDIO

PLAZA VIEJA

Colorida e animada, a praça está cercada por edifícios coloniais. Sua inauguração é datada do século 16 e uma réplica da fonte original, ora demolida no passado, foi colocada novamente no centro da praça. Seja como for, hoje, diversos bares, restaurantes e cervejarias a rodeiam.

Depois que conhecê-la, entre as Praças Vieja e de San Francisco estão o Museo del Ron (Museu do Rum) e o Museu do Chocolate, que é uma espécie de lugar para tomar café. No entanto, não fomos a nenhum dos dois.

Plaza Vieja: atração do dia 1 de Roteiro em Havana
Plaza Vieja, em Havana, Cuba

PLAZA DE SAN FRANCISCO

Essa linda praça é uma das primeiras construções da cidade, do século 16, e leva o nome do convento franciscano construído lá. Além disso, a praça já abrigou a residência do governador, do prefeito, bem como, seus arredores concentraram vários edifícios dos habitantes mais ricos da cidade e até mesmo a prisão da cidade.

Plaza de San Francisco, atração a visitar no Roteiro Havana
Plaza de San Francisco, em Havana, Cuba

PLAZA DE ARMAS

Foi a primeira praça da cidade, construída logo após sua fundação, no começo do século 16. Na época colonial, era palco de desfiles militares, assim como de concertos musicais e manteve seu papel político e administrativo até meados do século 20. Atualmente, você encontrará nela diversos vendedores de livros e discos, além de muitas árvores e um bom espaço para descansar. Além disso, não deixe de atentar ao lindo Palacio De Los Capitanes Generales, que abriga o Museo de la Ciudad, em estilo barroco.

CASTILLO DE LA REAL FUERZA (CASTELO DA FORÇA REAL)

Essa fortaleza é uma das estruturas defensivas mais antigas da Europa nas Américas e a primeira construída para proteger a cidade. As obras do Castillo de la Real Fuerza começaram em 1558 e foram concluídas em 1577 para proteger a cidade dos piratas. A saber, o Museo Nacional de la Cerámica Cubana fica dentro do Castillo, mas acabamos não entrando.

Castelo da Força Real, ponto turístico visitado no roteiro por Havana
Castillo de la Real Fuerza, em Havana, Cuba

PLAZA DE LA CATEDRAL

Certamente a Praça da Catedral é uma das mais bonitas de Havana e o estilo barroco se faz presente. Além disso, foi a praça que mais me deu a sensação de estar séculos atrás. Lá está a imponente Catedral de la Vírgen María de la Concepción Inmaculada de la Habana. Adicionalmente, ela também tem simpáticos restaurantes.

Plaza de la Catedral: dica sobre o que fazer em Havana
Plaza de la Catedral, em Havana, Cuba

PLAZUELA DEL SANTO ANGEL CUSTODIO

Um pouco mais recente que as demais listadas, a encantadora praça abriga a Igreja do Santo Ángel Custódio, datada do século 17 e reformada no século 19. Depois, ela se beneficiou de um recente projeto que instalou vários restaurantes particulares. Também tem uma estátua da heroína fictícia Cecilia Valdés, do famoso romance da literatura latino-americana do século 19, escrito pelo autor cubano Cirilo Villaverde.

Plazuela del Santo Angel, dica sobre o que fazer em Havana
Plazuela del Santo Angel Custodio, em Havana, Cuba

PARA COMER - sugestão de almoço ou jantar: LA BODEGUITA DEL MEDIO

Bem perto da Praça da Catedral, está o icônico restaurante, onde comemos um “moros e cristianos” delicioso. Seja como for, vale ao menos uma passada para provar o famoso Mojito.

Assim, seria uma pausa perfeita para um almoço mais tarde. Ou um jantar na volta da Praça de Santo Ângelo, se você não seguir para o programa sugestão da noite. Caso você vá à atração seguinte, o Cañonazo, ainda é uma ideia para a volta, já que o restaurante fecha tarde, costuma ter musica e fica com um clima animado. 

La Bodeguita del Medio, excelente dica sobre onde comer em Havana
Restaurante La Bodeguita del Medio, em Havana, Cuba

Para ir à noite: SAN CARLOS DE LA CABAÑA E O CAÑONAZO ou fim de tarde + Noite: CASTILLO DE LOS TRES SANTOS REYES MAGNOS DEL MORRO + SAN CARLOS DE LA CABAÑA E O CAÑONAZO

Não fizemos esse passeio mas parece ser bem bacana. Trata-se da maior fortaleza de todas as colônias espanholas das Américas e serviu como proteção para cidade durante sua colonização. Na época, tiros eram disparados para avisar aos cidadãos de que os portões da cidade estavam fechados. Atualmente, toda as noites, às 21 horas, acontece a cerimônia do Cañonazo, que é o disparo de tiros de canhões por soldados das Forças Armadas, com uniformes de época.  Ali também fica o Museo de Comandancia del Che, com objetos utilizados por ele. 

Pertinho, está o Castillo de los Tres Santos Reyes Magnos del Morro. Assim, com disposição, um programão é primeiro ver o pôr do Sol do Castillo e depois seguir para ver o Cañonazo do Forte. 

Uma vez que eles ficam do outro lado da Baía de Havana, o taxi é o melhor transporte. 

DIA 2: HAVANA VIEJA/CENTRO - CUBA COM A CARA DE DÉCADAS ATRÁS À REVOLUÇÃO

  • Calle Obispo
  • Parque Central
  • Capitólio
  • Gran Teatro de Havana
  • Fábrica/Loja de Charuto Partargas
  • Prado
  • Museo de la Revolución
  • Malecón (Castillo de San Salvador de la Punta)
  • Para comer/petiscar e beber: El Floridita

CALLE OBISPO

É a rua mais movimentada do centro histórico, cheia de turistas e lojas.

Assim, se você estiver hospedado perto da Plaza Vieja, como nós ficamos, seu passeio pode começar neste dia cruzando a movimentada rua de pedestres. Mas se você estiver nos arredores do Parque Central, pode começar o roteiro por ele, deixando a Calle Obispo para mais tarde, na hora de petiscar no El Floridita

Calle Obispo, rua para se passar durante um roteiro em Havana
Calle Obispo, em Havana, Cuba

PARQUE CENTRAL

Trata-se de uma praça grande e arborizada. Em outras palavras, é o coração da Havana com cara de décadas atrás, que concentra carros conversíveis antigos e bem conservados que vemos nos cartões postais. Nos seus arredores, estão o Capitólio e o Gran Teatro de Havana, bem como hotéis tradicionais, como o Hotel Inglaterra.

Parque Central, sugestão sobre o que fazer em Havana
Parque Central, em Havana Cuba

CAPITÓLIO

O prédio é uma imitação do Capitólio de Washington, nos Estados Unidos e foi a sede do governo desde sua construção, em 1929, até a Revolução Cubana, em 1959. Atualmente é a sede da Academia Cubana de Ciências e da Biblioteca Nacional de Ciência e Tecnologia.

O que fazer em Havana: capitolio
Capitolio, em Havana, Cuba

GRAN TEATRO DE HAVANA

Logo ao lado do Capitólio está o Gran Teatro de La Habana (Gran Teatro de la Habana Alicia Alonso), casa do Ballet Nacional cubano. Anteriormente conhecido como Centro Gallego, o teatro foi construído em 1914, em torno do Teatro Tacón, este datado de 1838 e considerado um dos melhores do continente por sua elegância e conforto. Com suas fachadas magníficas, a quem interessar há visitas guiadas no interior do prédio.

Gran Teatro de Havana, dica para roteiro em Havana
Gran Teatro de Havana, em Havana, Cuba

REAL FABRICA DE TABACOS PARTAGÁS

Bem atrás do Capitólio, está a loja e a fábrica original de Tabacos Partagás (devido a obras, pode ser que apenas a loja esteja em funcionamento e a fábrica com tour guiado esteja em outro endereço). Assim, se quiser comprar charutos em Havana, este é um bom local, tradicional e seguro. Já para o tour para conhecer o processo, vale se informar lá ou em alguma agência de turismo para adquirir os ingressos.

PASEO DEL PADRO (PASEO DE MARTÍ)

Construída no século 18, a emblemática avenida possui um enorme calçadão no centro, com chão, bancos e luminárias características.  Sobretudo aos fins de semana, o paseo funciona como uma área de lazer e ponto de encontro dos cubanos.

MUSEO DE LA REVOLUCIÓN

Antes de tudo, trata- se do museu mais importante de Havana. Ou seja, é primordial dedicar algum tempo lá a fim de entender melhor a Revolução Cubana e seus principais personagens, Fidel Castro, Ernesto Che Guevara e Camilo Cienfuegos.

Além disso, atrás do museu está o Pavilhão Granma, onde fica o Iate Granma, o barco que trouxe revolucionários liderados por Fidel Castro do México.

Aliás, não deixe de notar também, em frente ao Museu, um resquício da antiga muralha que cercava Havana.

Museo de la Recolucion: o que fazer em Havana
Museo de la Revolucion, em Havana, Cuba

MALECÓN

Antes de mais nada, adianto que foi um dos meus programas preferidos. É o calçadão de Havana (vai de Havana Vieja ao Vedado) e nos rendeu um pôr do Sol incrível! Aliás, certamente um dos mais bonitos que já vi, imperdível. Assim, não deixe de curtir o fim do dia por lá.

A saber: na ponta em que ficamos, mais na altura do Museu de la Revolución, está o Castillo de San Salvador de la Punta. É uma das três principais fortalezas de Havana (juntamente com o Castillo de los Tres Reyes del Morro e ao Castillo de la Real Fuerza).  Mesmo assim, acabamos não entramos e ficamos apenas com o visual de fora. Mas, se houver interesse, ele abriga o Museu Naval e uma vista bonita.

Pôr do Sol no Malecón: dica imperdível sobre o que fazer em Havana
Malecón, na hora do pôr do Sol

Para comer e beber: EL FLORIDITA

Depois desses passeios, no fim deste dia, uma boa é parar para petiscar e provar o famoso Daiquiri no El Floridita, conforme eu falo abaixo na parte de “Onde comer”. 

DIA 3: CENTRO VEDADO - DA REVOLUÇÃO AOS DIAS ATUAIS, ENTRE A TRADIÇÃO E O MODERNO

  • Plaza de la Revolucion + Memorial a José Martí
  • Hotel Nacional
  • Sorveteria Coppelia
  • Universidad de la Habana
  • Para almoçar ou jantar: La Guarida
  • Para ir à noite se houver interesse e disposição: Fabrica de Arte Cubano

Dica de Transporte: No roteiro desse dia, diferente dos demais que são percorridos integralmente a pé (exceção das fortalezas e Canonazo), nós chegamos e saímos da Plaza de la Revolución de táxi (também há opção de tuk tuk). O restante pode ser percorrido a pé.

PLAZA DE LA REVOLUCION

Trata-se de um dos principais pontos turísticos de Havana, com as imagens em tamanho grande de Che Guevara e Camilo Cienfuegos nas fechadas dos prédios atrás. Ainda que não seja uma praça bonita como as de Havana Vieja, é famosa pela importância política e histórica. Também vale atentar ao Teatro Nacional de Cuba (não confundir com o Gran Teatro de Havana), que fica ali.

Tendo em vista que a praça é mais distante, chegamos nela de táxi.

Plaza de la Revolucion, atração clássica em Havana, Cuba
Plaza de la Revolucion, em Havana, Cuba

MEMORIAL A JOSÉ MARTÍ

Logo em frente à praça, está o Memorial a José Martí, herói de outro movimento político cubano, a independência da Espanha. O memorial (que não abre aos domingos) tem um museu sobre o líder e uma vista da cidade do alto da sua torre, que possui mais de 100 metros de altura.

Memoral a Jose Marti: o que fazer em Havana
Memorial a Jose Marti, em Havana, Cuba

HOTEL NACIONAL

É o mais tradicional hotel de Havana. Ele foi construído em 1930 e é um imponente exemplar da arquitetura art decô. Como resultado, já abrigou diversas personalidades e foi cenário de importantes acontecimentos históricos e políticos. Mesmo sem estar hospedado, é possível visitar os jardins, que tem uma vista bonita da orla, bem como o bar (com fotos das personalidades que passaram por lá) e os restaurantes, que são abertos a não hóspedes.

SORVETERIA COPPELIA

É uma sorveteria famosa do governo e muito frequentada por locais. Em resumo, como falo abaixo na parte de “Comer e Beber”, o sorvete não é nada demais, mas curtimos esse programa tão popular entre os locais.

UNIVERSIDAD DE HAVANA

Construída no século 18 por monges, tem uma imponente escadaria a sua frente. Aliás, Fidel Castro estudou direito lá. Em sua praça central fica um tanque de guerra capturado durante a Revolução Cubana e um museu de antropologia, mas ficamos só com a foto em frente.

Universidad de Havana, em um roteiro pela cidade
Universidad de Havana, em Havana, Cuba

Para almoçar ou jantar: LA GUARIDA

Uma sugestão para esse dia é um almoço ou jantar neste restaurante no Centro de Havana, um dos mais famosos da cidade. Isso porque a comida é boa e a decoração – cenário do filme Fresa y Chocolate – interessante.

Se a ida a La Guarida for nesse dia (também cabe bem no dia 2), o roteiro pode: começar por aqui, no almoço, passando na universidade e seguindo para a sobremesa na sorveteria; ou começar cedinho na Praça da Revolução e terminar aqui em um almoço mais tarde. Nós fomos no horário do almoço e fizemos a pé a distância entre ele e a Universidad de la Habana. Mas se não houver disposição, vale um táxi.

La guarida, dica de restaurante em Havana, Cuba
Restaurante La Guarida, em Havana, Cuba

PARA IR À NOITE: FABRICA DE ARTE CUBANO

Não fizemos esse programa, mas a Fabrica de Arte Cubano parece ser interessante para quem quer algo de vida noturna e diferente. Afinal, é um laboratório de criação interdisciplinar, como eles se definem. Mas na prática é uma espécie de galeria de arte contemporânea que também funciona como boate, dentro de uma antiga fábrica de óleo.

COMO CHEGAR EM HAVANA

Fomos de Copa Air Lines em um voo com uma rápida conexão no Panamá.

Depois que chegamos em Havana, pegamos um táxi para  Havana Vieja (ondenos hospedamos), por 30 CUCs.

ONDE FICAR EM HAVANA

Em resumo, as principais opções de hospedagem estão nos bairros Havana Vieja, Havana Vieja-Centro e Vedado, sendo eles as principais escolhas de onde ficar em Havana.

HAVANA VIEJA

O coração de Havana Vieja, mais próximo às praças, foi a parte que mais gostei na cidade. Aliás, nossa escolha de onde ficar em Havana.

Casa Alta Habana: a nossa experiência e outra opção nessa linha

Ficamos hospedados ao lado da Plaza Vieja – a mais alegre da cidade – e considerei a localização perfeita. O nome do local é Casa Alta Habana, algo parecido com uma pousada/bed and breakfast/casa boutique, que ocupa um andar em um prédio. Em outras palavras, a experiência foi mais pessoal que um hotel (os donos são jovens bastante disponíveis para ajudar) e menos pessoal que uma casa particular. 

Nesse sentido, de pontos positivos, além da localização: os quartos eram espaçosos e muito bem decorados, tem um terraço charmosíssimo e com vista, para tomar café da manhã (pago a parte, mas bem gostoso). Porém, de ponto de alerta: quando fomos, ouvimos um pouco de barulho da praça à noite e o quarto à época não tinha blackout. A subida é por escada, mas isso não nos impactou, pois nos ajudaram com as malas. 

Ou seja, tivemos uma experiência muito boa lá e no total ficamos satisfeitos com nossa escolha de onde ficar em Havana!

Casa Alta Habana, ótima dica sobre onde ficar em Havana
Hospedagem na Casa Alta Habana, em Havana, Cuba

Também nessa linha de casas reformadas e bem decoradas que tem originado hospedagem, um outro exemplo e que eu fiquei bem entusiasmada para conhecer é o Hotel Art Havana.

Hotéis convencionais

De hotéis convencionais, passamos em frente a alguns, que estão em casarões com fachadas e pátios de arquitetura bonita e histórica, como o Hotel Santa Izabel, o Hotel Beltran de Santa Cruz e o Hotel O’Farril. No entanto, os serviços e instalações parecem mais simples e antigos. Assim, vale ler as avaliações (sobretudo as mais baixas) criteriosamente.

Casa Particular

Por fim, a quem quiser se hospedar em casa particular: já tive indicação bem positiva de amigos dessa Casa, sendo assim uma opção de onde ficar em Havana Vieja nesse estilo de hospedagem.

HAVANA VIEJA - VEDADO

Em Havana Vieja, próximo à divisa com o Centro, há muitos hotéis famosos e mais sofisticados. Por exemplo, algumas dicas de onde ficar em Havana, seguindo essa linha,  são o Hotel Inglaterra e o Iberostar Parque Central, onde chegamos a entrar e pareceu ser moderno e confortável.

VEDADO

O Vedado é uma das principais escolhas de onde ficar em Havana. Porém, ainda que haja bons hotéis – incluindo o icônico Hotel Nacional -, achei Havana Vieja o melhor bairro para ficar na capital. Não apenas pelo clima, mas principalmente pela praticidade, já que concentra as principais atrações da cidade. Por outro lado, o Vedado que tem uma pegada mais local e cultural. Além disso, há diversas opções de casas particulares por lá.

ONDE COMER EM HAVANA

LA BODEGUITA DEL MEDIO

Antes de tudo, o nosso restaurante preferido em Havana foi o mega turístico La Bodeguita del Medio, que aparece em todos os guias. Isso porque comemos um maravilhoso “moros e cristianos” – uma mistura de arroz com feijão preto preparados juntos – e provamos o famoso mojito. Enfim, gostamos tanto que fomos duas vezes! Até mesmo porque além da comida, curtimos o clima de lá, apesar de extremamente turístico.

EL FLORIDITA

Também fomos ao clássico El Floridita, provar o Daiquiri. Aliás, os dois foram imortalizados pelo escritor Ernest Hemingway. “Mi mojito en La Bodeguita e mi daiquiri en La Floridita”, teria dito ele.

LA GUARIDA

O sempre recomendado La Guarida valeu a visita. Principalmente pela decoração, pois é cenário do filme Fresa y Chocolate, ainda que a comida também seja muito boa. A saber: ele enche e é melhor fazer reserva!

CAFÉ ORIENTE

Também fomos ao Café Oriente, restaurante mais sofisticado e bacana. Mas, ao contrário do La Guarida, achamos que não se destaca tanto frente o preço mais caro.

Onde comer em Havana: exemplo de restaurante na Plaza Vieja
Restaurantes em Havana Vieja, Havana, Cuba

PLAZA VIEJA: CERVECERÍA PLAZA VIEJA E LA VITROLA

Nos arredores da Plaza Vieja, estivemos na Cervecería Plaza Vieja Factoria, com ambiente descontraído. Ainda fomos no La Vitrola, que curtimos mais, com bons petiscos e atendimento simpático, com direito à bandeirinha do Brasil no prato que pedimos.

COPPELIA

Por último, uma experiência que curtimos foi a de tomar sorvete no Coppelia (2111 Calle L, La Habana, Cuba), uma sorveteria famosa do governo que é muito frequentada por locais e tem uma fila gigantesca. Na realidade, a fila para turistas é menor e o preço é mais caro também. De fato, o sorvete em si não ser nada demais. Apesar disso, achamos que valeu muito, já que é um programa tipicamente popular em Havana.

Definitivamente Havana é uma cidade única. Bem como cheia de atrações. Enfim, espero que as dicas de onde ficar em Havana e o que fazer por lá te inspirem! 

Nanda Gaspar

Nanda Gaspar

Ama viajar, planejar e falar sobre viagens. Incansável na busca da localização perfeita e na logística dos roteiros redondos, curte história, fotografar e conhecer a cultura local. Aproveita o período sabático em Portugal para escrever no blog, entre um parquinho com o filhote e a escolha da próxima cidade medieval, praia paradisíaca ou metrópole enérgica, para te inspirar a viajar mais e melhor.

No comment yet, add your voice below!


Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Redes Sociais

Últimos Posts

Planeje sua viagem aqui

Se você gosta das dicas, pode fazer as reservas pelos links destacados abaixo. Você não paga nada a mais e ganhamos uma pequena comissão que ajuda a manter o blog. Obrigada =)

HOSPEDAGEM
Booking.com – enorme variedade de hotéis e apartamentos, com avaliação dos hóspedes e excelentes ferramentas de busca, além de ótimas promoções.

ALUGUEL DE CARRO
RentCars – permite comparar o valor de várias companhias de aluguel, garantindo as melhores oportunidades de locação em uma road trip.

SEGURO VIAGEM
Seguros Promo – Buscador de seguros que ajuda a adquirir a opção com o melhor custo-benefício para a viagem.

Assine a nossa Newsletter