Skip to content

Galícia, Espanha: 6 lugares incríveis para visitar

Guia com o melhor da Galícia, na Espanha

A Galícia, Espanha, foi uma ótima descoberta quando moramos no norte de Portugal. Logo olhamos no mapa o que tinha depois da fronteira e identificamos Santiago de Compostela e La Coruña. Assim, decidimos desbravar o lugar e, além das duas cidades, tivemos algumas surpresas com destinos que fogem do óbvio. Também posso dizer que tivemos o privilégio de conhecer as principais regiões da Galícia! Dessa maneira, vou consolidar nesse guia minhas melhores dicas sobre o que fazer e visitar, os principais pontos de interesse, como fazer um roteiro, como chegar e onde fazer base por lá.

SOBRE A GALÍCIA, ESPANHA

A Galícia, ou Galiza – nome oficial – é uma comunidade autônoma da Espanha. Trata-se de um lugar autêntico com cultura, história e até língua própria. Aliás, o galego muitas vezes se assemelha ao português. Em outras palavras: a Galícia tem charmosos vilarejos, cidades maiores, como Vigo e Corunha, muita história e diversas belezas naturais.

COMO MONTAR UM ROTEIRO NA GALÍCIA, ESPANHA

Sem dúvida, até mesmo um bate e volta vale a quem estiver hospedado no norte de Portugal. Por exemplo, as chamadas Rias Baixas ficam a uma curta distância da fronteira com a Espanha.

Contudo, a quem tiver tempo, recomendo mais dias na Galícia, como fizemos no nosso “roteiro Galícia, Espanha”. 

Nós ficamos 5 dias em La Coruña. Além de ter adorado a cidade, ela é uma base bem estratégica. Afinal, tem uma localização central, tornando viável passeios nas principais regiões galegas, como as Rias Baixas, Santiago de Compostela, a Costa da Morte, Lugo e Ourense/Ribeira Sacra. Mas calma, que eu vou falar mais desses lugares. Ainda que a maioria desses destinos funcione como bate e volta (ou pit stop na ida e na volta), vale avaliar o interesse em cada região. Em especial nas rias Baixas, que reserva muitos lugares fantásticos, e na Ribeira Sacra.

O QUE FAZER NA GALÍCIA, ESPANHA - 6 LUGARES INCRÍVEIS

1 - RIAS BAIXAS

Logo depois da fronteira com Portugal, cruzamos o litoral sul da Galícia, conhecido como Rias Baixas, que vai de Baiona a Fisterra. A origem do nome vem das rías, acidentes geográficos que formam um braço de mar que adentram a terra. Ou seja, a região é cheia de praias, bem como charmosas vilinhas litorâneas.

Baiona

Nesse sentido, visitamos a bela Baiona, que tem nada mais nada menos que um castelo à beira mar e um calçadão simpático, num clima gostoso de balneário. Logo vimos, nas águas tranquilas da Praia da Ribeira, uma réplica da caravela Pinta, da expedição de Cristovão Colombo e que trouxa a novidade do “descobrimento” da América. Aliás, fato ilustrado no mural de azulejos em frente à praia. Também adentramos as ruelas do centro histórico com casarios de pedra. Já vale se familiarizar por lá com a gastronomia galega: mexilhões, o Almeriño – um dos vinhos brancos mais icônicos da Espanha, produzido nas Rias – e o clássico espanhol churros com chocolate. De tanto que eu gostei, diria que Baiona é um exemplar completo das Rias Baixas.

Baiona, imperdível na Galícia, Espanha

Vigo

Também visitamos cidade grande nas Rias:  a industrial Vigo. Por lá o destaque é o centrinho histórico, ao redor da Plaza da Constituición, e o Parque do Monte Castro, que tem uma vista panorâmica.

Vigo, dica sobre o que fazer na Galícia, Espanha

Combarro

Mas confesso que achei a minúscula Combarro mais encantadora. Em outras palavras, a vila é uma graça com suas charmosas ruelas de pedra. Além disso, ela concentra a maior quantidade de horreosconstrução histórica que armazenava cerais na antiguidade – da Galícia. E já que não esticamos até o vilarejo de Padrón, decidimos experimentar a sua iguaria mais famosa – os pimentos de Padrón – por lá. Ou seja: foi um programão provar os pequenos pimentões fritinhos com sal grosso, com vista para o mar.

Combarro, imperdível em viagem na Galícia, Espanha

Outros destinos nas Rias

Para quem quiser explorar mais as Rias, vou listar alguns lugares que com mais tempo eu incluiria. A vila pesqueira O Groove, com um passeio de barco à ilhota de La Toja, regado a mexilhões e vinho (dica de um local). As Ilhas Ciés, que não fomos pela logística complexa (precisa de autorização, reserva, e a chegada é por ferry – a partir de Baiona, Vigo ou Cangas -, em datas específicas). E ainda os sítios arqueológicos: o Castro de Santa Trega, do século 1, no alto de um monte na Guarda, e o Parque Arqueológico de Campo Lameiro, um expressivo conjunto de arte rupestre em Pontevedra. Entre outros, já que não faltam atrativos por lá.

Quanto tempo?

É certo que se tiver alguns dias disponíveis, vale investir. Principalmente se o objetivo for pegar praia. Mas, se a ideia for seguir direto de Portugal para Coruña, a base que escolhemos na Galícia, você pode escolher um ou dois atrativos no caminho (por exemplo Baiona + Combarro) para ter um gostinho bem representativo das Rias.

2 - SANTIAGO DE COMPOSTELA

Considerada Patrimônio Mundial pela UNESCO, a cidade é a cereja do bolo de uma viagem à Galícia. Afinal, é um dos locais de peregrinação cristã mais importantes do planeta, possivelmente só sendo menos visitado que Roma e Jerusalém. O monumento mais icônico é a imponente Catedral, que atrai peregrinos do mundo todo, por abrigar o túmulo do apóstolo Santiago. Por lá, vimos centenas de andarilhos com seus cajados e mochilões usados nos caminhos de Santiago. Isso mesmo, tem o caminho terrestre português, inglês e o principal – o francês. Por outro lado, nós chegamos de carro e a visita não foi menos surpreendente. Percorremos a cidade histórica impressionados não só com a grandiosidade da igreja, mas também com a graça das praças e ruelas.

Santiago de Compostela: dica sobre o que fazer na Galícia

Quanto tempo?

Apesar de imperdível, em 1 dia é possível desbravar o centro histórico com tranquilidade. Pode ser um pit stop entre o norte de Portugal e La Coruña (ou vice e versa). Também funciona como um bate e volta de La Coruña, já que fica a menos de 1 hora da cidade.

3 - LA CORUÑA

A bela La Coruña tem muitos encantos. Diria que é uma cidade relativamente grande com aconchego de cidade pequena. Sem dúvida o ponto turístico mais importante é a Torre de Hércules, único farol romano em funcionamento no mundo. Mas as praias, a marina e o centro histórico também merecem muito uma visita. Gostei tanto que tem post só com as dicas do que fazer em La Coruña.

La Coruña, base para passeios na Galícia, Espanha

Quanto tempo?

Em termos de atrações, é possível visitar a cidade em 1 dia cheio. Mas o que mais gostei foi viajar como local, ir à praia e passar o fim de tarde na marina, por exemplo. Além disso, a fama dos bares é de animação. Assim, recomendo no mínimo um pernoite. Ou ainda, se quiser usar o destino como base para bate e volta na região da Galícia, mais tempo: nós ficamos 5 dias.

4 - COSTA DA MORTE

A Costa norte da Galícia, que vai de Salpica a Muros, tem nome impactante. Isso se explica pelos penhascos, tempestades e naufrágios presentes na história do percurso de mais de 100 Km.

Finisterra

Fatos esses que não lembramos na nossa primeira e despretensiosa parada: uma pacata praia em Fisterra (ou Finesterra). De lá seguimos para o icônico Farol, construído para evitar acidentes nas perigosas águas, e hoje um dos lugares mais visitados da Galícia. O destino, de nome “fim do mundo”, foi palco de antigos cultos e é envolto em lendas. Hoje, o lugar, por onde passaram celtas, fenícios e romanos, mantém o clima místico com a imensidão de peregrinos que lá terminam o Caminho de Santiago.

Cascata de Ézaro

Próxima parada antes da volta a La Coruña foi na Cascata de Ézaro, uma bonita cacheira para contemplação e que, segundo lemos, é o único rio europeu que vira mar sob a forma de cascata. O acesso se dá por um caminho de madeira.

Corcubión

Na volta do passeio pela Costa da Morte, fiquei encantada com o contorno da vila de Corcubión no pôr do Sol. Com mais tempo, certamente faria uma parada para curtir o fim do dia, andar pelas ruelas históricas e degustar uma típica mariscada da região de Fisterra.

Quanto tempo?

Funcionou bem como passeio de 1 dia. Saímos depois do almoço de La Coruña, em menos de 1 hora e meia por trecho (acrescentando meia hora até a Cascata). A quem quiser passar o dia inteiro, pode cogitar outros lugares na Costa, como o Santuário da Nossa Senhora da Barca, em Múxia.

5 - LUGO

Praia das Catedrais

Sem dúvida, a Praia das Catedrais, na Província de Lugo, é uma das mais famosas da Galícia. Isso porque ela é esculpida por rochas e grutas impressionantes, em pleno Mar Cantábrico. Pesquisamos a hora da maré baixa nesse site e pudemos andar pela areia, cruzando os monumentos naturais. O lugar é realmente lindo e mágico! Mas, tenho que lembrar, fica lotado, com direito a ônibus de excursão. Aliás, dependendo do mês é necessário fazer reserva aqui. Ainda assim, nada que tenha tirado o seu encanto. 

Praia das Catedrais, a mais famosa da Galícia, Espanha

Cidade histórica de Lugo

De lá seguimos para a cidade de Lugo, cerca de 100 Km adiante. Escolhemos almoçar por lá. O centrinho é uma graça e nos remeteu a séculos atrás. Também andamos pelas suas muralhas romanas, Patrimônio Mundial pela UNESCO, sendo a única desse período integralmente conservada no mundo. Em tempo: achei uma parada conveniente para almoço, curtimos demais o bairro antigo. Como referência, a Fonte de São Vicente é o coração dele. Mas confesso que achei parte da muralha feia, de uma cidade maior sem charme.

Lugo, dica sobre o que fazer na Galícia

Quanto tempo?

Perfeito para passeio de um dia. Fomos de manhã à Praia das Catedrais e voltamos depois do almoço em Lugo. De La Coruña a Praia foi cerca de 1 hora e meia, mais pouco mais de 1 hora a Lugo e depois mais 1 horinha de volta à Coruña.

6 - RIBEIRA SACRA

A região a noroeste da Galícia, ao sul de Lugo e em Ourense, é conhecida como Ribeira Sacra. Apesar da beleza e diversidade, tive a impressão de ser um segredo precioso da Galícia, ainda pouco explorada por turistas estrangeiros. Ela é cheia de atrativos naturais, muito verde e vistas espetaculares para cânions. Também tem mosteiros e igrejas que explicam a origem do seu nome, além ser uma das regiões produtoras de vinho mais antiga da Espanha.

Para mim, a palavra que a resume é: paisagem. Nossa escolha de passeio foi Miradouro do Balcón de Madrid, onde fizemos um piquenique. Tivemos uma vista fantástica para o Cânion do Sil, possivelmente o maior tesouro da Ribeira. Aliás, tem passeios de catamarã pelo Sil, que eu fiquei com vontade de fazer.

Com mais tempo vale visitar lugares como Monforte de Lemos e seus monumentos e o Centro de Interpretação do Vinho. Mas a verdade é que a Ribeira Sacra é um destino por si só, com uma quantidade imensa de mirantes, bosques e patrimônio único.

Ribeira Sacra, um dos segredos da Galícia

Quanto tempo?

Diferente das outras regiões, um bate e volta à Ribeira a partir de La Coruña é mais longo. Só para ilustrar, uma ida a Monforte de Lemos com o Cânion do Sil (por exemplo o Mirante Pena dos Matacás ou o Catamaran Ribeira Sacra) se faz em pouco mais de 2 horas de estrada. Já para visitar o Balcon de Madrid, que fomos, a distância aumenta mais um pouco. Talvez essa seja uma opção de pit stop para quem for de Portugal na volta , passando pela linda cidade de Chaves. Porém, nesse caso o passeio ficaria mais confortável com um pernoite na Ribeira Sacra.

ONDE FICAR NA GALÍCIA, ESPANHA - DICAS DE HOTÉIS

LA CORUÑA

Foi onde ficamos e tivemos uma experiência maravilhosa: localização perfeita, colado na praça Maria Pita e perto da Marina. Trata-se de apartamentos boutique que juntam o melhor dos mundos entre ficar em apartamento e hotel. Isso porque o prédio só tem acomodações turísticas, tem uma gerência que dá suporte, lavanderia e até academia (condicionada à pandemia). Mas com o espaço e cozinha compactas de um apartamento. O preço é mais alto, mas vale a quem quer investir na experiência, já que os alojamentos são bem equipados e muito bem decorados, ou ainda para quem viaja em família.

Com bom custo-benefício, na cara do gol, também perto da Maria Pita e numa das principais ruas de restaurante.

Perto da marina e do centro histórico, hotel 5 estrelas

Boas opções a quem quiser ficar na praia, o primeiro fica em Orzan e o outro em Riazor.

Nosso roteiro “Galícia, Espanha” usou apenas La Coruña como base. Mas a quem também quiser ficar nas Rias Baixas e na Ribeira Sacra, separamos algumas opções de hotéis bem localizados e avaliados:

RIAS BAIXAS

  • Parador de Baiona (Baiona)
  • Hotel Inffinit (Vigo), no coração do centro histórico, boa base para conhecer Vigo, Combarro e outros locais das Rias, inclusive as Ilhas Ciés

RIBEIRA SACRA

Por fim, espero que as dicas sobre o que visitar na Galícia, Espanha te inspirem a desbravar esse destino incrível!

Nanda Gaspar

Nanda Gaspar

Ama viajar, planejar e falar sobre viagens. Incansável na busca da localização perfeita e na logística dos roteiros redondos, curte história, fotografar e conhecer a cultura local. Aproveita o período sabático em Portugal para escrever no blog, entre um parquinho com o filhote e a escolha da próxima cidade medieval, praia paradisíaca ou metrópole enérgica, para te inspirar a viajar mais e melhor.

No comment yet, add your voice below!


Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Redes Sociais

Últimos Posts

Planeje sua viagem aqui

Se você gosta das dicas, pode fazer as reservas pelos links destacados abaixo. Você não paga nada a mais e ganhamos uma pequena comissão que ajuda a manter o blog. Obrigada =)

HOSPEDAGEM
Booking.com – enorme variedade de hotéis e apartamentos, com avaliação dos hóspedes e excelentes ferramentas de busca, além de ótimas promoções.

ALUGUEL DE CARRO
RentCars – permite comparar o valor de várias companhias de aluguel, garantindo as melhores oportunidades de locação em uma road trip.

SEGURO VIAGEM
Seguros Promo – Buscador de seguros que ajuda a adquirir a opção com o melhor custo-benefício para a viagem.

Assine a nossa Newsletter