Skip to content

Costa Vicentina: um paraíso intocado

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Costa Vicentina e Alentejana: praias, natureza e sossego

A Costa Alentejana e a Costa Vicentina são uma faixa do litoral português que vai desde de Sines, na região do Alentejo, até Burgau, na região do Algarve, pertencentes ao Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina. Ainda que sejam oficialmente “costas” separadas, na prática, pelas características semelhantes acabam popularmente sendo chamadas simplesmente de Costa Vicentina, seja a parte alentejana ou a algarvia.

Assim, suas características principais são: natureza, paisagens intocadas, praias com longas faixas de areia, dunas, falésias, vegetação deslumbrante. Bem como muitos espaços para trilhas e caminhadas, ondas para surf, mas também algumas praias de águas calmas, junto às ribeiras. Juntamente com algumas vilas pitorescas, com casinhas brancas ou coloridas e um pôr do Sol simplesmente fantástico

Da mesma forma, outro fato interessante são os ninhos de cegonha em cima dos postes na estrada. Ou seja, vale olhar para cima para conferir essa graça de fenômeno.

Como resultado de estar em um parque natural, temos uma das áreas costeiras mais preservadas da Europa e, em geral, um ritmo mais lento de turismo que o resto do Algarve. Inclusive, se há não há tantos resorts e hotéis à beira mar, não faltam motorhomes pelas estradas. 

Enfim, vou contar aqui sobre todas as praias que conhecemos na Costa Alentejana e na Costa Vicentina. 

Aliás, tem um artigo detalhado especificamente sobre Sagres – que integra a Costa Vicentina – de tanto que eu gostei da vila. Bem como um guia com tudo o que você precisa saber antes de viajar para o Algarve e uma seleção com as nossas praias preferidas do Algarve. 

PRAIAS DA COSTA VICENTINA

Finalmente, listo aqui as praias que conhecemos na Costa Vicentina. Uma vez que passamos um bom tempo na região, pudemos pegar o carro e ir conhecendo muitas delas ao acaso e, dessa forma, tivemos lindas surpresas!

PRAIAS DA SAMOQUEIRA

Antes de mais nada, essa praia é possivelmente uma das mais bonitas não apenas na Costa Vicentina mas em Portugal. Certamente foi a que mais me chamou atenção na Costa do Alentejo. Ela pode formar essas piscinas naturais, de acordo com a maré, em meio as rochas e a água cristalina. 

Além disso, há muita vegetação e flores no morro acima dela.

PRAIA DO FAROL E FURNAS, VILA NOVA DE MILFONTES, ODEMIRA

Banhada pelo rio e pelo mar, essa praia da Costa Alentejana e Vicentina tem águas transparentes e claras, ótima para bons mergulhos e também para os pequenos. Por outro lado, é uma praia mais próxima do comércio e por isso não é isolada. Porém, logo em frente a ela, está a Praia das Furnas, que não chegamos a ir, mas parece mais sossegada e foi inclusive eleita a campeã das 7 maravilhas de Portugal, no quesito Praias Fluviais.

PRAIA DE ODECEIXE, ALIZEJUR

Certamente, a peculiaridade da Praia de Odeceixe é a junção das águas do Rio da Ribeira de Seixe com as do mar. Assim, ela proporciona uma praia fluvial, com piscininhas esverdeadas.

Ao mesmo tempo, ela oferece uma praia convencional. Aliás, ela também foi eleita uma das 7 maravilhas de Portugal, dentre as praias de arribas, uma vez que conta com imponentes falésias.

A saber: para quem curtir essa linha de praia com rio, as praias do Carvalhal e da Amoreira, também na Costa Vicentina, parecem ter estilos parecidos, mas não chegamos a conhecê-las. 

PRAIA DA INGRINA E PRAIA DO ZAVIAL, RAPOSEIRA/VILA DO BISPO

É uma praia pequena que tem a forma de uma concha. Quando fomos, vimos o mar bem clamo e azulado. 

No entanto, o grande diferencial nessa praia foram as vistas de tirar o fôlego que tivemos ao caminhar pelo seu entorno, pela Costa Vicentina. Ou seja, para quem curte caminhadas, vale muito o passeio. 

Nos arredores está a Praia do Zavial, muito procurada por surfistas.

PRAIA DE BURGAU, BUDENS/VILA DO BISPO

Essa praia é mais urbana que as demais. Dessa forma, eu a achei mais movimentada e com uma faixa e areia relativamente pequena. No entanto, tem casas brancas numa colina e barquinhos coloridos que são bem charmosas.

PRAIA DA CORDOAMA E DO CASTELEJO, VILA DO BISPO

Certamente a Praia da Cordoama é uma das mais bonitas e diferentes que vi no Costa Vicentina. Incialmente, não faria o meu “estilo de praia”, uma vez o que mar costuma ser mais brabo, bom para o surf. Mas seu diferencial está nas incríveis montanhas escuras que a cercam e por isso, foi incrível conhecê-la. Além disso, ela tem um clima de praia mais isolada e intocada. Do mesmo modo, a vizinha Castelejo segue essa linha.

Nesse dia em que as conhecemos, fomos de carro até um caminho onde podemos contemplá-las do alto do morro lateral. 

Da mesma maneira, a vista da Praia da Águia também é linda!

PRAIAS DE SAGRES: MARETA, BELICHE, TONEL, MARTINHAL, PONTA RUIVA

Apesar de Sagres ter muitas praias adequadas para a prática do surf, em dia de mar calmo, elas estão entre as minhas preferidas, não apenas da Costa Vicentina, mas de todo o Algarve, tanto pelo clima leve do surf e do mítico da cidade e tanto pela beleza mesmo.

Por exemplo, a Praia da Mareta, que, por vezes é propícia para o surf, está entre as mais tranquilas e entre as mais claras que vimos na Costa Vicentina e no Algarve. E olha que fomos nela algumas vezes e sempre com essa percepção. Além disso, ela tem belas falésias que completam o visual. Ela é mais urbana por estar no centro da Vila de Sagres.

A Praia do Beliche é simplesmente maravilhosa: falésias douradas imensas (formando um paredão), águas esverdeadas, com direito a uma gruta na água (o que completa o visual), rochas exóticas no cantão direito e até mesmo um algar em uma delas. Apesar de ser uma praia que atrai surfistas, no dia em que fomos, estava com mar tranquilo.

Da mesma forma, a vizinha Praia do Tonel, faz parte da linha natureza e é conhecida por ser uma praia adequada para o surf. De fato, quando fomos, vimos muitas ondas e pranchas.

Praia do Tonel: dica sobre o que fazer em Sagres

A Praia do Martinal, por sua vez, tem boa faixa de areia e águas mansas e clarinhas, e assim é boa para famílias com crianças. Juntamente com as ilhas a sua frente proporcionam uma bonita paisagem. Pode ventar e, por essa razão, é adequada para esportes como Wind surf e kite surf.

Já a Praia da Ponta Ruiva tem um acesso bem complicado por uma estrada de terra, numa região mais rural. Talvez por isso, tenha o aspecto mais “intocada”. Ainda assim, é bonita, mas estava com o mar bem bravo.

Praia da Ponta Ruiva, em Sagres, Portugal

VILAREJOS NA COSTA VICENTINA

Além das praias, vimos do mesmo modo muitos vilarejos simples e pitorescos ao mesmo tempo pela Costa Vicentina.

Por exemplo, Burgau, de que falo acima, é um deles. Trata-se de uma vila piscatória com suas casinhas brancas na colina e barquinhos coloridos, e por essa razão, ela recebeu o apelido carinhoso nas redondezas de Santorini portuguesa.

Ali perto está a aldeia histórica de Pedralva. Antes de mais nada, aviso que se trata apenas de uma pequena rua. Porém suas casinhas são bem fotogênicas e, dessa maneira,  gostamos de passear por lá.

Igualmente, vimos essas casinhas charmosas, tanto as branquinhas, bem como as coloridas, em Vila do Bipo, bem como em Odeceixe, por exemplo.

Por outro lado Sagres, como falo especificamente no artigo da Vila de Sagres, é um lugar cheio de história e misticismo, que merece a sua visita.

PÔR DO SOL EM SAGRES, NA COSTA VICENTINA

Ainda sobre Sagres, não deixe de conferir o pôr do Sol no Cabo de São Vicente. Afinal, ele é o mais icônico da Costa Vicentina e do Algarve inteiro. Com tempo, vale começar o que apelidei de Rota do pôr do Sol de Sagres. O nosso passeio teve início na Ponta da Atalaia, em seguida fomos para a Ponta de Sagres e depois finalmente fomos ao Cabo de São Vicente a fim de ver o ápice do espetáculo.

Dica sobre o que fazer no Algarve: visitar Sagres

FESTIVAL DE MÚSICA NA COSTA VICENTINA

A saber: um dos principais festivais de verão de Portugal, o MEO Sudoeste acontece nessa região, próximo à praia de Zambujeira do Mar. Aos fãs de festivais, vale se atentar à programação.

Por fim , espero ter te inspirado a conhecer esse pedacinho de Portugal bem preservado!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Nanda Gaspar

Nanda Gaspar

Ama viajar, planejar e falar sobre viagens. Incansável na busca da localização perfeita e na logística dos roteiros redondos, curte história, fotografar e conhecer a cultura local. Aproveita o período sabático em Portugal para escrever no blog, entre um parquinho com o filhote e a escolha da próxima cidade medieval, praia paradisíaca ou metrópole enérgica, para te inspirar a viajar mais e melhor.

No comment yet, add your voice below!


Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa Newsletter