Skip to content

Amarante, Portugal: o que fazer na bela cidade

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Dicas da charmosa Amarante, em Portugal

Sabe aqueles vilarejos charmosos que a gente pensa que só existem no sul da Alemanha ou interior da França? Pois bem, o Norte de Portugal tem vários. Mas me arrisco a dizer que Amarante está entre as primeiras posições nessa lista. Em outras palavras, a vila é joia ainda pouco conhecida, mas que considero imperdível em um bate e volta do Porto. Assim, vou contar um pouco sobre o que fazer em Amarante, Portugal.

SOBRE AMARANTE, PORTUGAL

Amarante, Portugal, é uma pequena cidade no distrito do Porto, no Norte do país.

Em sua história, o beato Gonçalo de Amarante, conhecido popularmente como São Gonçalo, foi uma figura de grande importância. Afinal, após a sua chegada, na Idade Média, a cidade se tornou alvo de peregrinações. Isso porque o povo o elevou a categoria de santo. Também foi quando Amarante teve construída a sua icônica ponte. Posteriormente vieram a Igreja e Convento, no local da ermida que ele ergueu.

Séculos depois, em 1809, o vilarejo passou por outro acontecimento marcante. Napoleão Bonaparte e tropas francesas invadiram Amarante, que foi palco de uma heroica e improvável resistência, conhecida como Defesa da Ponte de Amarante. Tanto que com a grande repercussão as casas incendiadas pelos franceses foram reconstruídas.

Atualmente, Amarante é uma joia turística, onde se destacam a beleza, o charme e a gastronomia. Ela faz parte da Rota do Românico, caminho que contempla monumentos de estilo românico na região do rio Tâmega. Além disso, o jornal The Guardian a elegeu como um dos destinos europeus a se visitar em 2021.

Amarante, Portugal: dicas sobre o que visitar

O QUE FAZER EM AMARANTE, PORTUGAL

PONTE DE SÃO GONÇALO

Sobre o Rio Tâmega, está a icônica construção, com cerca de 50 metros. Reza a lenda que São Gonçalo a construiu no século 13, com dinheiro das esmolas que recebia. Séculos depois, ela desabou por conta de uma cheia no rio. Nesse episódio, apenas a imagem de Nossa Senhora da Piedade se manteve intacta. Agora, ela se encontra na igreja em frente, virada para a ponte que foi reerguida em seguida. A obra ainda foi placo da resistência a Napoleão Bonaparte e suas tropas francesas. 

Ou seja, a Ponte de São Gonçalo é atração imperdível quando o assunto é o que fazer em Amarante, Portugal. Além da história, a beleza do cenário é realmente impressionante. Ainda mais se você for no fim da tarde

Aliás, essa é uma dica importante, se puder esteja em Amarante no anoitecer, com as luzes da ponte e da cidade acesas. Tudo fica ainda mais encantador!

Ponte de São Gonçalo em Amarante, Portugal

IGREJA E CONVENTO DE SÃO GONÇALO

Logo em frente está a Igreja e o Convento de São Gonçalo que, em conjunto com a Ponte, formam o clássico cartão postal de Amarante. Sua localização é onde esteve a antiga ermida construída por São Gonçalo. Também acredita-se que seu corpo esteja sepultado nela. A obra teve início no século 16 e atravessou reinados, tendo influências renascentistas, maneiristas, barrocas e oitocentistas.

Igreja de São Gonçalo, em Amarante, Portugal

Na sua lateral fica uma simpática praça. 

Logo atrás se encontra a Igreja de São Domingos, de 1725, onde também está o Museu de Arte Sacra.

GASTRONOMIA: DOCE FÁLICO E VINHO VERDE

Sem dúvida, é curioso que uma cidade com bases tão religiosas tenha como um dos símbolos um doce fálico. Contudo, a origem do bolinho vem justamente da fama de casamenteiro de São Gonçalo. Isso porque a ele caberia a missão de conseguir um noivo às solteiras, sobretudo às mais velhas. Mas há ainda quem diga que a tradição já existia nos tempos romanos, em rituais de fertilidade. Seja como for, a iguaria é um ícone de Amarante. Aliás, reza a lenda que mesmo na ditadura os docinhos eram feitos às escondidas. 

Atualmente, eles podem ser experimentados em pastelarias como a Tinoca ou na Confeitaria da Ponte (de frente para o Rio).

Ainda sobre a gastronomia, essa região de Portugal, entre o Douro e o Minho, é produtora de vinhos verdes. Aliás, os adeptos de enoturismo podem passar no “Espaço Douro e Tâmega”, para abastecer o estoque da bebida e de produtos locais.

Quanto aos restaurantes, vale escolher um dos simpáticos à beira rio. Mas a quem quiser um restaurante com estrela Michelin, vale fazer uma reserva no Largo do Paço, na Casa da Calçada.

Outras atrações em Amarante, Portugal

Parque Ribeirinho

Além do centrinho, quem quiser um gostinho de natureza pode passear pelo Parque Ribeirinho e Florestal de Amarante.

Museu Amoedo de Souza Cardoso

Dentre as atividades culturais, o destaque é o Museu Amoedo de Souza Cardoso, que fica no convento. Com obras de diversos artistas, inclui as do que leva o seu nome, figura maior do modernismo português.

Solar dos Magalhães

Ainda sobre atrações históricas, o Solar dos Magalhães marca os incêndios do século 19. Ao contrário das demais casas, que foram reconstruídas, o Solar manteve suas ruínas como memória dos ataques, bem como da resistência portuguesa.

COMO CHEGAR EM AMARANTE, PORTUGAL

A cidade fica a cerca de 60 km do Porto (menos de 1 hora), sendo um excelente bate e volta. Nós chagamos de carro. Contudo, a quem optar pelo transporte público, é possível ir de ônibus (autocarro) pela Rede Expresso ou Rodanorte.

AMARANTE E O QUE MAIS

Amarante pode ser conhecida em uma tarde, a partir do Porto.

Mas, por ser uma cidade pequena, pode ser conjugada com alguma outra cidade. Nesse sentido, Guimarães (49 km) ou Braga (69 km) são próximas, mas vale lembrar que são destinos com mais conteúdo. Assim, vale avaliar também outras cidadezinhas do Norte de Portugal. Por exemplo, Chaves (110 km), Ponte de Lima (104 km) ou Barcelos (86 km).

Por fim, espero ter te inspirado a conhecer essa graça de lugar. É certo que o Norte de Portugal me surpreendeu com vilarejos charmosos, daqueles que nem sabia que existia no país. Sem dúvida, Amarante, Portugal, foi um deles.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Nanda Gaspar

Nanda Gaspar

Ama viajar, planejar e falar sobre viagens. Incansável na busca da localização perfeita e na logística dos roteiros redondos, curte história, fotografar e conhecer a cultura local. Aproveita o período sabático em Portugal para escrever no blog, entre um parquinho com o filhote e a escolha da próxima cidade medieval, praia paradisíaca ou metrópole enérgica, para te inspirar a viajar mais e melhor.

No comment yet, add your voice below!


Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Redes Sociais

Últimos Posts

Planeje sua viagem aqui

Se você gosta das dicas, pode fazer as reservas pelos links destacados abaixo. Você não paga nada a mais e ganhamos uma pequena comissão que ajuda a manter o blog. Obrigada =)

HOSPEDAGEM
Booking.com – enorme variedade de hotéis e apartamentos, com avaliação dos hóspedes e excelentes ferramentas de busca, além de ótimas promoções.

ALUGUEL DE CARRO
RentCars – permite comparar o valor de várias companhias de aluguel, garantindo as melhores oportunidades de locação em uma road trip.

SEGURO VIAGEM
Seguros Promo – Buscador de seguros que ajuda a adquirir a opção com o melhor custo-benefício para a viagem.

Assine a nossa Newsletter