Skip to content

O que fazer em Évora: atrações imperdíveis

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Dicas sobre o que fazer em Évora: atrações imperdíveis para montar o roteiro
Templo Romano de Évora: dica sobre o que fazer em Évora

Sem dúvida, Évora é uma das cidades mais cheias de histórias de Portugal. Além da sua beleza, o Templo Romano de Évora é um dos monumentos mais emblemáticos do país e que eu mais tinha vontade de visitar. Assim, estivemos por lá e vou compartilhar um pouco da história da cidade e as dicas sobre o que fazer em Évora.

SOBRE ÉVORA

O centro histórico de Évora é um dos mais ricos de Portugal em termos de monumentos. Tanto que ele rende a Évora o apelido de Cidade-Museu. Localizada em uma planície na região do Alentejo, seus arredores tem uma rica história de mais 5 mil anos, com a habitação de povoados neolíticos. Mas foi o período dos romanos que deixou uma das suas obras mais icônicas, o Templo Romano, que era o coração da acrópole. Depois, Évora foi ocupada pelos visigodos, mouros e cristãos. E no Renascimento se tornou um importante centro cultural, deixando um legado arquitetônico de palácios e conventos. Como resultado de todos esses períodos e povos, o rico centro de Évora também é considerado Patrimônio Mundial pela UNESCO e nele vemos uma cidade linda, charmosa, entre suas casinhas brancas nas ruelas medievais, e cheia de história.

COMO CHEGAR E SE LOCOMOVER EM ÉVORA

Évora fica a cerca de 130 km de Lisboa, sendo um excelente bate e volta da capital portuguesa. Por outro lado, a viagem do Porto é mais demorada, já que 375 km (cerca de 4 horas de viagem) separam as duas cidades.

De Lisboa, ir de carro é uma ótima opção, em uma viagem de mais ou menos 1 hora e meia. Até porque, para quem for conhecer os arredores de Évora, esse é o melhor meio de transporte. É verdade que o estacionamento dentro do centro é concorrido, pago e tem limite de horas máximas, mas demos sorte de conseguirmos uma vaga perto do Templo Romano. De qualquer forma, em último caso há estacionamento fora das muralhas, sendo alguns gratuitos.

Entretanto, o percurso para chegar ao centro de Évora também pode ser feito facilmente de ônibus (autocarro) pela Rede Expresso, com saída na Rodoviária Sete Rios, ou de trem (comboio), pela Comboios de Portugal. Em ambos a duração é de cerca de 1 hora e meia e tanto a rodoviária quanto estação de trem de Évora ficam a uns 20 minutos de caminhada do centro histórico.

Por outro lado, a melhor maneira para se locomover dentro da cidade é a pé. Os principais pontos turísticos podem ser percorridos em pouco mais de 1 km.

O QUE FAZER EM ÉVORA

MURALHAS

Logo na chegada à Évora nos deparamos com as impressionantes muralhas medievais que cercam seu centro histórico. Cruzamos a Porta de Avis, uma das entradas da construção, que foi iniciada no século 14. Contudo, ainda há em Évora resquícios da cerca velha, sua parte mais antiga, datada do século 3, no período romano. Nesse sentido, uma herança desse tempo é a Porta de Santa Isabel.

TEMPLO ROMANO DE ÉVORA

Certamente o Templo Romano de Évora é um ícone da ocupação romana em Portugal, sendo também um dos mais preservados da Península Ibérica. A construção religiosa, datada do século 1, estava no ponto mais alto da acrópole romana e fazia parte do centro da cidade, o fórum romano. Ainda que no passado tenha-se especulado que ele fosse dedicado à deusa romana Diana, o monumento, de quase 2 mil anos, na verdade foi uma homenagem ao imperador Augusto. E, apesar de todas as alterações que sofreu ao longo dos séculos, ele ainda possui colunas, do estilo coríntio, intactas e a planta original. Em outras palavras, a atração é o símbolo da cidade e deve estar no topo da lista sobre o que fazer em Évora.

Depois da visita, ainda vale um descanso no agradável Jardim de Diana, como fizemos, que fica logo atrás. E ainda observar a arquitetura da Igreja e do Convento dos Lóios e o Palácio da Inquisição, que fica logo à frente do Templo Romano.

CATEDRAL DE ÉVORA (BASÍLICA SÉ DE NOSSA SENHORA DA ASSUNÇÃO)

Antes de tudo, a atração, que fica logo depois do Templo Romano, é uma das imperdíveis da cidade. Isso porque ela é a maior catedral medieval de Portugal. Bela e imponente, sua construção, de granito, teve início no século 12. O estilo predominante é a transição do românico para o gótico. Contudo, ao longo dos tempos foi incorporando detalhes de outros períodos. Como destaque, vale observar a sua fachada, com as duas torres medievais e a impressionante torre zimbório (a parte mais alta), e, no interior, as naves, o altar com a imagem do Anjo Gabriel, as capelas, os claustros, o portal renascentista e o Museu de Arte Sacra. Ainda é possível subir no terraço para ter uma vista privilegiada de Évora.

Catedral de Évora: dica sobre o que fazer em Évora

PRAÇA DO GIRALDO

Toda cidade tem um centrinho onde tudo acontece, não é mesmo? Em Évora esse lugar é a vibrante Praça do Giraldo, nomeada em homenagem ao guerreiro “Geraldo Sem Pavor”, que a conquistou dos mouros no século 12. No centro da Praça tem um chafariz com direito à uma coroa no topo. Também há a Igreja de Santo Antão, prédios com bonitas fachadas e o Posto de Turismo.

Além disso, é um local com comércio e cafés com mesinhas ao ar livre. Aliás, pode ser uma ideia escolher algum para provar as iguarias locais, como as Queijadas de Évora, as farófias ou o pão de rala.

Praça do Giraldo: dica sobre o que fazer em Évora

RUA CINCO DE OUTUBRO E RUA ALCÁRCOVA DE BAIXO

Em resumo tratam-se de duas ruas interessantes para incluir no roteiro, ambas bem próximas da Praça do Giraldo.

A Rua Cinco de Outubro é uma das mais populares da cidade e é cheia de lojinhas de souvenir, artesanato regional, lojinhas e cafés.

Já a Rua Alcárcova de Baixo é uma rua bonitinha com uma cena gastronômica crescente. Assim, vale uma passada e quem sabe uma refeição.

CAPELA DOS OSSOS

É certo que a Capela dos Ossos é uma das atrações mais famosas de Évora. Afinal, não é toda hora que se vê uma igreja decorada com cerca de cinco mil ossos e caveiras humanas. Ainda que pareça sinistro, a ideia dos monges que a construíram, no século 17, era evidenciar a transitoriedade da vida humana. Aliás, o que fica claro logo na entrada com a frase “Nós ossos que aqui estamos pelos vossos esperamos”.

Em tempo, a Capela faz parte da Igreja de São Francisco e vale consultar os detalhes de preço e horário

Também pertinho dela fica o Jardim Público de Évora, onde também se localiza o Palácio de Dom Manuel.

Outras atrações

Por fim, esse foi o roteiro que levamos para o nosso passeio em Évora, com as atrações que consideramos mais emblemáticas. Definitivamente não é uma lista exaustiva em uma cidade com tantos pontos de interesse. 

Assim, com mais tempo, outras atividades que eu cogitei ver por lá foram as Ruínas das Termas Romanas e o Aqueduto Água da PrataDe qualquer modo, a ideia, ao conhecer as atrações imperdíveis listadas acima, é se perder pelas ruelas, já que não faltarão praças, conventos, jardins e ruas charmosas pelos caminhos.

ÉVORA E O QUE MAIS

Antes de tudo, uma viagem ao centro histórico de Évora cabe em um dia de passeio, sendo um excelente bate e volta de Lisboa.

Mas tem algumas atrações nos arredores, que não conhecemos, a quem tiver interesse histórico. A primeira é um conjunto de monumentos megalíticos, sendo o principal o Cromeleque dos Almendres (19 km), um círculo de pedras que é o maior monumento desse período da Península Ibérica, datado de uns 7 mil anos a.C., sendo inclusive 2 mil anos mais antigo que Stonehenge. A outra é a Vila Romana de Toruega (12 km), com ruínas de uma vila dos séculos 1 a 4.

Uma viagem a Évora também pode continuar com uma visita a charmosa Monsaraz (53 km) ou a Badajoz, na Espanha (100 km).

Ou ainda ser uma parada para seguir até Sevilha e a região da Andaluzia espanhola.

Por fim, espero que as dicas sobre o que fazer em Évora tenham te inspirado a conhecer o destino.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Nanda Gaspar

Nanda Gaspar

Ama viajar, planejar e falar sobre viagens. Incansável na busca da localização perfeita e na logística dos roteiros redondos, curte história, fotografar e conhecer a cultura local. Aproveita o período sabático em Portugal para escrever no blog, entre um parquinho com o filhote e a escolha da próxima cidade medieval, praia paradisíaca ou metrópole enérgica, para te inspirar a viajar mais e melhor.

No comment yet, add your voice below!


Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Redes Sociais

Últimos Posts

Planeje sua viagem aqui

Se você gosta das dicas, pode fazer as reservas pelos links destacados abaixo. Você não paga nada a mais e ganhamos uma pequena comissão que ajuda a manter o blog. Obrigada =)

HOSPEDAGEM
Booking.com – enorme variedade de hotéis e apartamentos, com avaliação dos hóspedes e excelentes ferramentas de busca, além de ótimas promoções.

ALUGUEL DE CARRO
RentCars – permite comparar o valor de várias companhias de aluguel, garantindo as melhores oportunidades de locação em uma road trip.

SEGURO VIAGEM
Seguros Promo – Buscador de seguros que ajuda a adquirir a opção com o melhor custo-benefício para a viagem.

Assine a nossa Newsletter